Topo

Vasco joga o 'ano' em uma semana e vê risco de ter cofre menos cheio

Vasco perdeu de 2 a 0 para o Santos ontem, na Vila Belmiro (SP), e se complicou na quarta fase da Copa do Brasil - Marcello Zambrana/AGIF
Vasco perdeu de 2 a 0 para o Santos ontem, na Vila Belmiro (SP), e se complicou na quarta fase da Copa do Brasil Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Alexandre Araújo e Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

18/04/2019 04h00

Dois resultados de 2 a 0 adversos para inverter em curto espaço de tempo. Um pela final do Campeonato Carioca, contra o Flamengo, e outro pela quarta fase da Copa do Brasil, diante do Santos. O risco de perder os títulos nas duas competições em que, teoricamente, tem mais chances em 2019, somado à possibilidade de deixar de faturar premiações mais gordas fazem o Vasco "jogar o ano" de hoje até quarta da semana que vem (24).

Caso o Cruzmaltino não consiga obter os resultados que necessita nos dois duelos, só restará ao time o Campeonato Brasileiro nesta temporada, competição onde a equipe está longe de estar entre as favoritas.

Além disso, uma eliminação na Copa do Brasil fará o clube deixar de faturar R$ 2,4 milhões com a classificação às oitavas de final. Já se perder o título carioca, os vascaínos perderão a bagatela de R$ 3,5 milhões (o clube já tem garantido R$ 1,5 milhão se for vice).

Pressionado no cargo de treinador, Alberto Valentim avaliou as desvantagens que o Vasco terá pela frente em uma semana:

"Eu falei para os jogadores que para buscarmos o título teríamos que ser muito melhores do que mostramos na primeira partida. É uma boa vantagem do Flamengo a gente não pode negar. Depois vamos jogar em casa para buscar esse resultado de hoje. É um pecado a gente tomar um gol bem no começo. O time estava bem postado, procurando não deixar que o Santos criasse oportunidade de gol".

A finalíssima contra o Flamengo acontecerá neste domingo (21), às 16h, no Maracanã. O Vasco precisa vencer por, no mínimo, três gols de diferença para ficar com o título diretamente. Caso vença por dois, a decisão irá para os pênaltis.

A mesma matemática se aplicará para o duelo com o Santos, dia 24, em São Januário (RJ), pelo jogo da volta da quarta fase da Copa do Brasil.