PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Mesmo 100%, Cruzeiro ainda tenta resgatar precisão de 2018 na Libertadores

Pedro Vale/AGIF
Imagem: Pedro Vale/AGIF

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

10/04/2019 04h00

Com três vitórias, nenhum gol sofrido e cinco pontos de diferença para o segundo colocado, o Cruzeiro caminha a passos largos para terminar a Copa Libertadores na liderança e ainda brigando pela melhor campanha no geral. Mas o técnico Mano Menezes ainda quer melhorar alguns aspectos nas três rodadas restantes da fase de grupos. Um deles é a precisão do setor ofensivo, muito conhecido no ano passado por ser cirúrgico e matar as partidas com poucas oportunidades.

Tanto na Copa do Brasil quanto na Libertadores de 2018, o Cruzeiro não ficou conhecido como time que atacava a todo custo. Apesar disso, era sólido na defesa e sabia resolver os problemas lá na frente quando preciso. No torneio continental, fez assim nas oitavas de final contra o Flamengo, largando na frente por 2 a 0 ainda na ida. Já na caminhada da Copa do Brasil, a história se repetiu no triunfo fora de casa contra o Santos e Palmeiras, além de ter sido certeiro na partida final contra o Corinthians.

O que Mano Menezes quer agora é repetir o bom aproveitamento também na Libertadores. Apesar de não ter sofrido gols, o Cruzeiro só foi às redes por quatro vezes. Os gols não fizeram falta contra o Huracán, Deportivo Lara e Emelec, mas a margem mínima (marcou o segundo gol nos acréscimos contra o Lara) tornou a partida perigosa, e tem preocupado.

"A Libertadores vai ensinando a equipe a se comportar. A equipe vai melhorando, mas penso que precisa evoluir mais em alguns aspectos, como na construção das jogadas ofensivas. Sabemos que como visitante, elas são menores, mas temos que ter uma eficácia maior. A equipe sempre soube fazer isso em decisões da Copa do Brasil e na Libertadores. Esse ano queremos, mais na frente, estar mais preparado para lidar com jogos grandes", comentou o técnico Mano, quando se referiu à vitória contra o Emelec por 1 a 0, no Equador.

Na noite de hoje, a equipe volta a campo para enfrentar o Huracán, no Mineirão. Apesar do jogo em casa, todo cuidado é pouco, e a única partida diante do torcedor até o momento serve de exemplo. Contra o Deportivo Lara, a equipe venezuelana teve dificuldades para chegar ao Brasil por causa da crise vivida no país. Apesar do amplo favoritismo do Cruzeiro, a equipe celeste teve sua vitória ameaçada até os minutos finais da partida, quando marcou o segundo gol e sacramentou o triunfo.

Se vencer o Huracán, o Cruzeiro já estará garantido nas oitavas de final. Se o Emelec vencer o Deportivo Lara e o Cruzeiro também sair vencedor do Mineirão, a Raposa estará garantida também na primeira colocação da chave. Para o jogo de logo mais, o técnico Mano Menezes fez mistério. Com exceção de Pedro Rocha, que não está inscrito para o torneio, o comandante tem todos seus atletas à disposição. É possível que jogadores mais desgastados comecem a partida no banco de reservas. Robinho, Dedé, Léo e Fred estão entre os mais utilizados recentemente.

CRUZEIRO x HURACÁN

Motivo: 4ª rodada, Grupo B da Copa Libertadores
Data/Hora: 10/04/2019, às 19h15 (de Brasília)
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Julio Bascuñán.

CRUZEIRO: Fábio; Edilson, Dedé, Leo e Egídio; Henrique e Lucas Romero; Robinho, Rodriguinho e Marquinhos Gabriel; Fred. Técnico: Mano Menezes.

HURACÁN: A. Silva; Chimino, Salcedo, Mancinelli, Alderete; Auzqui, Damonte, Rossi, Roa; Gamba, Barrios. Técnico: Antonio Mohamed.

Futebol