Topo

Palmeiras adota silêncio e evita holofotes após provocação de Olim por VAR

Olim, presidente do TJD-SP, e Reinaldo Carneiro Bastos, da FPF - Rodrigo Corsi/FPF
Olim, presidente do TJD-SP, e Reinaldo Carneiro Bastos, da FPF Imagem: Rodrigo Corsi/FPF

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

26/03/2019 04h00

O Palmeiras não vai se manifestar sobre as declarações do presidente do Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP), Antônio Olim, que disse que vai enviar um lenço para o clube "parar de chorar" após a polêmica envolvendo o VAR no jogo de ida das quartas de final do Campeonato Paulista, contra o Novorizontino. O clube optou pelo silêncio por entender que, desta forma, não dá o holofote desejado pelo dirigente.

Para ler esta notícia na íntegra, além de outras novidades dos bastidores da bola, acesse a coluna De Primeira.