Topo

Diego Souza marca, Botafogo goleia e decidirá vaga na semi em rodada final

Siga o UOL Esporte no

Do UOL, no Rio de Janeiro

21/03/2019 23h29

O Botafogo goleou a Portuguesa por 4 a 1 hoje, no Nilton Santos, e segue vivo na briga por uma das vagas na semifinal da Taça Rio. O jogo ficará marcado na história como a primeira vez que Diego Souza balançou as redes pelo Alvinegro. Ferrareis, Alex Santana e Pimpão completaram o placar - Nilson descontou.

Para chegar à semifinal, o Botafogo, com oito pontos, precisará vencer o Americano, no domingo, e torcer contra Cabofriense e Flamengo na última rodada. O time da Região dos Lagos tem 10 pontos e visita o Madureira. O Rubro-negro, com 11, tem o clássico com o Fluminense.

Esperança, Diego Souza falha no início

A torcida deposita em Diego Souza a esperança de dias melhores. Hoje, em sua estreia no Nilton Santos, o atacante mostrou que não está com o pé tão calibrado. O camisa 7 recebeu passe de Pimpão, mas dominou mal e só conseguiu chutar em cima do goleiro Edson.

Ofensivo, Botafogo erra em saídas de bola

Com time montado para vencer e golear, principal objetivo para seguir vivo no Carioca, o Botafogo mostrou dificuldades para construir. Com jogadores espaçados, o time errava muito passe e armava contra-ataques para a Portuguesa.

Marca pênalti, desmarca pênalti

Uma grande confusão marcou a partida entre Botafogo e Portuguesa nesta quinta-feira, no Nilton Santos. Aos 29 minutos do primeiro tempo, Pimpão dividiu com Nilson que desabou dentro da área. O árbitro Alexandre Vargas Tavares de Jesus marcou pênalti e deu início a uma paralisação que durou aproximadamente cinco minutos. É que o auxiliar de linha discordou do árbitro principal desde que o lance foi marcado. Após muito bate-boca, Alexandre colocou a bola na cal como se o pênalti fosse ser cobrado. Porém, ele conversou com o auxiliar e voltou atrás, para desespero dos jogadores da Portuguesa.

Melhor, Portuguesa usa ponto fraco do Botafogo

Os adversários já sabem e têm usado bastante o que pode ser considerado o principal ponto fraco do Botafogo. Marcinho tem apresentado fragilidade na marcação, e os times que jogam contra abusam das jogadas pelo setor. Foi assim com a Portuguesa, que esteve melhor no primeiro tempo e muito mais próxima de abrir o placar no Nilton Santos.

Só deu Portuguesa? Então toma vaia!

Melhor em campo desde o primeiro toque na bola, a Portuguesa merecia terminar o primeiro tempo vencendo o Botafogo, que produziu muito pouco nos primeiros 45 minutos. Diego Cavalieri fez grandes defesas e ainda viu Diguinho acertar o travessão. Não teve jeito. Vaias e mais vaias no intervalo.

Diego Souza marca primeiro pelo Botafogo

Na volta do intervalo, o Botafogo voltou mais ligado e precisou de alguns minutos para abrir o placar. O gol foi marcado por Diego Souza após jogada de Marcinho. O lateral cruzou e acertou a trave. No rebote, o camisa 7 marcou seu primeiro pelo Alvinegro.

Ferrareis amplia em seguida

A torcida do Botafogo ainda comemorava o primeiro gol quando Cícero levantou a cabeça e, com extrema categoria, encontrou Ferrareis dentro da área. O apoiador dominou e finalizou na saída de Edson: 2 a 0.

Portuguesa desconta

A torcida do Botafogo ainda comemorava o segundo gol quando Nilson foi acionado no ataque. Ele ganhou no corpo de Marcelo e chutou firme para vencer Diego Cavalieri.

Com categoria, Alex Santana amplia

O gol da Portuguesa deixou a partida com tons de drama. O Botafogo, porém, tratou de facilitar sua vida e chegou ao terceiro. Alex Santana trabalhou bem a bola na intermediária e finalizou com categoria de pé esquerdo: 3 a 1. Gol importante para o Botafogo, que precisava da vitória e de saldo de gols.

Pimpão transforma vitória em goleada

O Botafogo precisava tirar saldo de gols dos adversários para seguir vivo na briga por classificação na Taça Rio. O Alvinegro, então, lutou até o último minuto. Pimpão fez grande jogada pela direita e transformou a vitória em goleada: 4 a 1.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 4 X 1 PORTUGUESA

Data e hora: 21/03/2019, às 21h30 (horário de Brasília)
Local: Nilton Santos (Engenhão), no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Alexandre Vargas Tavares de Jesus (RJ)
Auxiliares: Eduardo de Souza Couto e Thiago Varela dos Santos (RJ)

Gols: Diego Souza, aos 8min, Ferrareis, aos 10min, Nilson, aos 12min, Alex Santana, aos 21min, e Pimpão, aos 39min do segundo tempo
Cartões amarelo: Marcão (POR)

Botafogo
Diego Cavalieri, Marcinho, Marcelo, Gabriel e Jonathan; Cícero (Wenderson), Alex Santana, e Ferrareis (João Paulo) e Pimpão; Erik (Luiz Fernando) e Diego Souza. Técnico: Zé Ricardo

Portuguesa
Edson, Filippe Formiga, Marcão, Emerson e Diego Maia; Diego Guerra, Muniz, João Cleriston e Everton Sena (Douglas Skilo); Diguinho (Thiago Amaral) e Nilson. Técnico: Aílton Ferraz

Botafogo