Topo

Atlético-MG cria menos e não faz gols, mas Levir insiste em nova formação

Levir Culpi não fala em mudar a formação do Atlético-MG após novo tropeço - Bruno Cantini/Atlético-MG
Levir Culpi não fala em mudar a formação do Atlético-MG após novo tropeço Imagem: Bruno Cantini/Atlético-MG

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

13/03/2019 04h00

Levir Culpi alterou a formação do Atlético-MG mesmo depois da vitória por 2 a 0 sobre o Defensor Sporting, do Uruguai, pela terceira fase da Copa Libertadores, em 12 de fevereiro passado. De lá para cá, se passou pouco mais de um mês, e o Galo não sabe o que é balançar as redes com o time considerado titular. Assista aos melhores momentos de Nacional-URU 1 x 0 Atlético-MG.

A equipe era escalada com Adilson e Elias como volantes e o trio formado por Yimmi Chará, Juan Cazares e Luan na segunda linha do meio de campo. No entanto, desde a partida de volta da terceira fase da Libertadores, a escalação foi modificada. Elias foi colocado na vaga de Chará, como ponta esquerda, e outro volante apareceu em sua antiga posição.

Com esta formação, o Atlético parou de fazer gols e diminuiu o número de criação de criação de jogadas.

Nos três primeiros jogos da Libertadores, a equipe fez sete gols e teve 54 finalizações, sendo 28 certas e 26 erradas. A média era de 18 tentativas por partida. Desde a mudança efetuada por Levir Culpi, o time fez o mesmo número de partidas. No entanto, caiu no que diz respeito à criação de jogadas. Foram 41 chutes a gol, sendo 13 certos e 28 errados. A média atual é de 13,7 conclusões por confronto.

A notória queda de rendimento preocupa Levir Culpi. O técnico, no entanto, diz que não pretende fazer alterações na equipe.

"Isso [falta de gols] me preocupa, porque você perdeu a linha dos números. Não mexemos muitas coisas assim. Temos que repetir as coisas que fizemos acertadamente. Se a cada momento ruim, eu começar a mexer no time, nunca vai dar certo", comentou.

Sem pontuar após duas rodadas no Grupo E da Copa Libertadores, o Atlético amarga a lanterna da chave. O Nacional, do Uruguai, é o líder, com seis pontos, depois do triunfo por 1 a 0 sobre o Galo, na noite de ontem. Cerro Porteño, do Paraguai, e Zamora, da Venezuela, se enfrentam hoje, às 19h15 (de Brasília), no estádio La Olla, em Assunção.