PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Deyverson exalta recepção da torcida e dedica gol a Borja: "Grande jogador"

Deyverson comemora gol do Palmeiras contra o Melgar - Ale Cabral/AGIF
Deyverson comemora gol do Palmeiras contra o Melgar Imagem: Ale Cabral/AGIF

Danilo Lavieri e Flávio Latif

Do UOL, em São Paulo (SP)

12/03/2019 22h22

Autor de um dos gols, o atacante Deyverson celebrou a sua volta à equipe titular do Palmeiras nesta terça, na vitória da equipe por 3 a 0 sobre o Melgar, pela Libertadores. O jogador agradeceu pelo apoio da torcida e disse que se esforça cada vez mais para melhorar. Assista aos melhores momentos da vitória palmeirense.

O atacante voltou a ser usado pela primeira vez após a cusparada na cara de Richard, do Corinthians, que o suspendeu do Campeonato Paulista por seis jogos e rendeu multa de R$ 350 mil no seu salário.

"A torcida sempre me apoiou e incentivou a não errar, a sempre querer dar mais. Estou me esforçando cada vez mais para melhorar e não cometer os erros que eu cometi. Isso atrapalha minha imagem", disse.

"Já passei momentos difíceis, mas nunca vou entrar em atrito com torcedor, porque ele ama o Palmeiras, e vou aceitar as críticas. Independente de acertar ou errar, sempre vou dar a vida por esse time", completou.

Deyverson também comentou as recentes atuações de Miguel Borja, que não foram bem aceitas pela torcida palmeirense. Na opinião do jogador, o colombiano não foi mal como se tem dito.

"O Borja é um grande jogador, um grande amigo. A gente é uma família, um grupo e precisamos ajudar nossos amigos. Ele fez grandes jogos, tem sofrido pênalti, fazer gol é só para quem tenta", concluiu.

Elogios do professor

Um dos responsáveis pela permanência de Deyverson no Palmeiras, o técnico Felipão voltou a falar sobre a situação do atacante. O treinador voltou a elogiar o atacante, mas ressaltou que o jogador precisa manter a cabeça no lugar para seguir na equipe.

"Quando chegou aqui, nem podia andar na rua. Era escorraçado. Ele tem virtudes que algumas pessoas reconhecem. A colocação dele foi simples, normal, que não tivesse uma atitude em uma situação errada com torcida. Ele é bom jogador. Se tiver a cabeça no lugar, depois que ele disse que ia ficar aqui, ele pensou bastante e resolveu que é assim. Então é trabalhar com ele normalmente", disse Felipão.

O Palmeiras volta a campo no próximo sábado (16), no clássico contra o São Paulo, pelo Campeonato Paulista, no Pacaembu, às 16h30 (horário de Brasília).

PVC comenta vitória do Palmeiras sobre o Melgar e elogia Deyverson

UOL Esporte

Palmeiras