PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Rafael pega pênalti, Cruzeiro vence e segue caça aos rivais no Mineiro

Marcelo Alvarenga/AGIF
Imagem: Marcelo Alvarenga/AGIF

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

10/03/2019 17h52

Precisando vencer para continuar na cola dos rivais Atlético-MG e América-MG, que triunfaram ontem, o Cruzeiro enfrentou a Tombense na tarde de hoje e fez seu dever de casa, vencendo por 2 a 0. Jogando no Mineirão, o time celeste saiu na frente com Sassá, de pênalti. Na etapa final, David fechou a conta para a Raposa. O goleiro Rafael ainda pegou um pênalti cobrado pelo veterano Juan.

Pensando na partida contra o Deportivo Lara, na quarta-feira, pela Libertadores, Mano Menezes utilizou uma equipe quase toda reserva. As exceções foram Dedé e Thiago Neves, que atuaram por causa da falta de ritmo de jogo. Com o resultado, o Cruzeiro segue na cola dos rivais. A Raposa segue em terceiro, mas agora tem 19 pontos, dois a menos que o América e três a menos que o Atlético. Já o Tombense fica com nove e sustenta a oitava colocação, a última para se classificar às quartas de final.

O melhor: enquanto esteve em campo, David marcou presença em praticamente todos os momentos de perigo do Cruzeiro. Foi nele a falta dentro da área que resultou no pênalti convertido por Sassá. No segundo tempo, deu uma arrancada do meio de campo e apareceu dentro da área para marcar o segundo gol celeste. Antes disso, já havia balançado as redes, mas o lance foi anulado pela arbitragem.

Sem forçar, Cruzeiro controla, cadencia e sai na frente

O Cruzeiro precisou de pouco tempo para abrir o placar. Mesmo com os reservas, a Raposa mostrou entrosamento em boas trocas de passes e sempre esteve com o controle da partida, cadenciando ou acelerando em determinados momentos. Antes dos 20 minutos, David foi calçado dentro da área e Sassá cobrou o pênalti para tirar o zero do marcador. O time também explorou muito e teve sucesso nos lançamentos longos, seja com a dupla de zaga ou com seus volantes. Em uma dessas ligações, feita por Cabral, David saiu na cara do gol e quase ampliou, mas parou no goleiro Felipe. Ainda antes do intervalo, o goleiro fez um segundo milagre ao defender a forte cabeçada de Fabrício Bruno.

Thiago Neves volta após um mês, mas cai sozinho e deixa o campo

Thiago Neves não entrava em campo desde o início de fevereiro, e teve apenas pouco mais de meia hora no Mineirão. Recuperado de um edema na panturrilha, o jogador caiu sozinho, colocou a mão no rosto e foi substituído imediatamente por Marquinhos Gabriel. Na ida para o intervalo, o jogador e o médico do Cruzeiro asseguraram que não foi nada grave. Até então, Thiago estava atuando em uma posição diferente daquela que costuma jogar. No 4-3-3 do Cruzeiro, com três volantes de ofício, ficou bem clara a atuação do camisa 10 pelo lado direito.

David usa ponto forte para aumentar o placar

Por ser um velocista, David é considerado por muitos a reposição ideal para o lado esquerdo do Cruzeiro, antes ocupado por Arrascaeta. No segundo tempo, ele arrancou do meio-campo, tabelou com Dodô e recebeu de volta para finalizar dentro da área. 2 a 0 Cruzeiro e vitória assegurada no início da etapa final.

Rafael fecha o gol no segundo tempo e pega até pênalti

O goleiro Rafael foi praticamente um torcedor em todo o primeiro tempo. Mas o Tombense não deixou de atacar, e levou perigo na etapa final. Em pelo menos três vezes, o reserva de Fábio mostrou muita qualidade e salvou a Raposa de levar o gol. Após Marquinhos Gabriel cometer um pênalti, Rafael também foi competente e pegou a cobrança feita pelo veterano Juan. Quando não conseguiu segurar uma finalização e deu rebote dentro da pequena área, a arbitragem marcou impedimento e anulou corretamente o gol dos visitantes.

CRUZEIRO x TOMBENSE

Motivo: 9ª rodada do Mineiro
Data/Hora: 10/03/2019, às 16h (de Brasília)
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Felipe Fernandes de Lima
Assistentes: Guilherme Dias Camilo e Marcus Vinícius Gomes
GOLS: Sassá, 16'1ºT (1-0), David, 11'2ºT (2-0)
Cartões amarelos: Dedé, Jadson (CRU), Reynaldo (TOM)
Cartão vermelho: Não teve.
Público/Renda: 6984 pagantes/11.756 presentes/R$106.567,00.

Cruzeiro: Rafael; Orejuela, Dedé, Fabrício Bruno e Dodô; Lucas Silva, Jadson e Ariel Cabral; Thiago Neves (Marquinhos Gabriel - 37'1ºT), David (Renato Kayzer - 17'2ºT) e Sassá (Vinícius Popó - 29'2ºT). Técnico: Mano Menezes.

Tombense: Felipe Garcia; Bruno, João Victor, Reynaldo e Lincoln; Rodrigo, Lucas de Sá (Vander - 35'2ºT), Juan, Ortega (Abner - 40'2ºT) e Everton; Ricardo Jesus (Edson - 13'2ºT). Técnico: Ricardo Drubscky.

Futebol