PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Um mês depois, sobrevivente de incêndio no Fla evolui, mas não tem alta

Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

08/03/2019 17h04

Um mês depois do incêndio que matou dez meninos e feriu outros três no CT Ninho do Urubu, o jovem Jhonata Ventura - único ainda internado - apresenta quadro estável, mas não tem previsão de alta do hospital Vitória, local para o qual foi transferido nos últimos dias

Jhonata teve 30% do corpo queimado no incêndio e foi internado em estado grave. Ele realizou mais uma etapa da troca de curativos hoje e tem outros procedimentos agendados na próxima semana.

A evolução é significativa, mas os médicos não falam sobre a alta do jogador. Ele ainda ficará pelo menos mais uma semana internado enquanto as lesões estão em processo de cicatrização. O tratamento com antibióticos continua.

"Ele precisa efetuar outras trocas nos curativos das mãos e do antebraço direito. O quadro pulmonar e clínico está bem melhor. Estável. As feridas no dorso e nas costas se encontram em processo de cicatrização e com um bom prognóstico. Estamos esperançosos de que terá um bom desfecho. Ele evoluiu muito bem e acreditamos que será assim até o final", explicou o médico Márcio Tannure.

Os outros feridos foram Cauan Emanuel e Francisco Dyogo, que também foram internados no hospital Vitória, mas já receberam alta e, inclusive, são aguardados na reapresentação dos jogadores da base na próxima semana. Em breve, espera-se que Jhonata siga o mesmo caminho.

Flamengo