PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Inter valoriza extra-campo de D'Ale e Sobis e minimiza ausências no time

Mesmo não sendo mais capitão, D"Alessandro segue valorizado como um dos líderes do elenco - Ricardo Duarte/Inter
Mesmo não sendo mais capitão, D'Alessandro segue valorizado como um dos líderes do elenco Imagem: Ricardo Duarte/Inter

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

27/02/2019 04h00

O Internacional que venceu o Avenida-RS e chegou a quatro vitórias seguidas não teve D'Alessandro e nem Rafael Sobis no time titular. A ausência de dois nomes pesados do atual elenco se faz notar, mas o clube tem trabalhado a ideia de que a dupla tem importância no extra-campo e mesmo fora da escalação ajuda.

Aos 37 anos, D'Alessandro ganhou planejamento especial para render no Inter. Rafael Sobis, 33 anos, voltou no início desta temporada e ainda não encaixou na equipe.

"O Sobis e o D'Ale são experientes, com título de Libertadores e que ajudam não só em campo mas também fora com suas palavras. Na oportunidade certa vão jogar", disse Odair Hellmann, treinador do Inter.

D'Alessandro atuou em quatro das oito partidas do Internacional em 2019. Rafael Sobis participou de cinco jogos no Campeonato Gaúcho.

"Tenho uma relação muito limpa e sincera com os jogadores. O D'Alessandro já sabe, o Sobis também. Tentamos o Sobis como nove para visualizar ele nessa função buscando uma característica diferente", comentou Hellmann ao citar a entrada de Rafael Sobis no decorrer do jogo com o Avenida-RS.

Capitão do Inter durante anos, D'Ale já até passou a braçadeira a Rodrigo Dourado, mas continua sendo uma das lideranças do elenco. Desde a volta ao Beira-Rio, após empréstimo ao River Plate, o argentino encontrou vozes parceiras na missão de erguer o ambiente - à época combalido pelo rebaixamento histórico. Neste ano, a figura do camisa 10 é vista como chave pela disputa da Libertadores. A simbologia de um estrangeiro, ídolo, experiente.

Rafael Sobis também tem seu pacote histórico. Bicampeão da Libertadores, herói na final de 2006 contra o São Paulo, ele voltou justamente pela identificação e peso. Tem sido testado como centroavante, segundo atacante e até meia armador.

No dia 6 de março, fora de casa, o Inter estreia na Libertadores. D'Alessandro e Rafael Sobis estarão na viagem, mas não tem presença garantida no time. Para o grupo, mesmo se ficarem no banco de reservas, serão reforços de peso pela experiência.

Futebol