PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Grupo de conselheiros pede saída de Raí. Leco banca ex-jogador

Leco, presidente do São Paulo - Marcello Zambrana/AGIF
Leco, presidente do São Paulo Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

23/02/2019 11h15

O presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, recebeu um grupo de conselheiros neste sábado (23) de manhã, no CT da Barra Funda. Representando 22 integrantes do Conselho Deliberativo, o grupo Força São Paulo, que faz oposição à atual gestão, apresentou um planejamento para, na visão deles, tentar ajudar o clube a sair da crise que enfrenta nos últimos anos.

Entre as principais sugestões apresentadas pelos conselheiros estavam as saídas de Raí, do cargo de executivo de futebol, e de Alexandre Pássaro, da gerência executiva. Leco por sua vez mostra confiança em sua diretoria, especialmente na figura de Raí, e não tem intenção de promover mudanças

No debate também foram abordados temas como a desativação do Centro de Treinamento da Barra Funda para que o time profissional utilize as instalações de Cotia, a possibilidade de voto aberto para sócios e sócios-torcedores na eleição presidencial e a revisão do estatuto.

A pressão sobre Raí existe desde a queda de rendimento da equipe durante o Campeonato Brasileiro do ano passado. Na ocasião, o Tricolor paulista ainda contava com o também ex-jogador Ricardo Rocha como coordenador de futebol. Após a demissão do técnico Diego Aguirre e a efetivação de André Jardine, o campeão mundial de 92 ganhou fôlego e chegou a ser elogiado por sua atuação no mercado da bola - com as contratações de Pablo, Hernanes e Tiago Volpi.

No entanto, com os resultados aquém do esperado de Jardine e a eliminação precoce na Copa Libertadores, as críticas sobre o trabalho de Raí voltaram a ganhar força.
 

São Paulo