PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Vice do Atlético dispara contra Defensor por queixa na Conmebol: "Papelão"

Réver cabeceia bola na partida Atlético-MG x Defensor pela Libertadores 2019 - Andres Stapff/Reuters
Réver cabeceia bola na partida Atlético-MG x Defensor pela Libertadores 2019 Imagem: Andres Stapff/Reuters

Do UOL, em Belo Horizonte

22/02/2019 16h57

Lásaro Cândido Cunha, vice-presidente do Atlético-MG, criticou a representação do Defensor Sporting, do Uruguai, na Conmebol. O clube pede os pontos da partida de ida da Fase 3 da Copa Libertadores do Galo por conta do problema na inscrição de atletas.

Em entrevista à Rádio Itatiaia, o cartola classifica o caso como um "papelão" e reforça que a diretoria enviou a lista no prazo certo.

"Como todos já sabem, o Atlético encaminhou a lista no prazo, e a CBF nos enviou o comprovante de que ela enviou a lista no prazo. Se houve algum problema da CBF em relação à compatibilidade de sistemas com a Conmebol, evidentemente que, primeiro, o Atlético não tem nada a ver com o negócio e, segundo, essa incompatibilidade de sistema não acarreta qualquer consequência. Não há nem cogitação a respeito de perda de pontos. E, portanto, é absolutamente inconsequente essa representação do Defensor", comentou.

"Isso é um papelão do Defensor. Um papelão. É inaceitável ele tentar ganhar no grito e promover uma representação completamente improcedente", acrescentou.

Na partida de ida da Fase 3 da Copa Libertadores da América, o Atlético-MG venceu o Defensor Sporting por 2 a 0 em pleno estádio Luis Franzini, em Montevidéu. Réver e Juan Cazares marcaram os gols da equipe comandada por Levir Culpi.

Em tom provocativo, o vice-presidente do Atlético se lembrou de que o Defensor Sporting perdeu em campo para o Barcelona, do Equador, mas conseguiu a eliminação do time adversário nos bastidores por conta da inscrição indevida do volante Sebastián Pérez.

"O Defensor precisa jogar bola, porque até agora não ganhou nenhuma, perdeu todas. Então, ele precisa é jogar bola", disse Lásaro Cândido Cunha. 

Atlético-MG