PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Odair repete 2018 e usa Inter com dois modelos para confundir rivais

Odair Hellman monta o Inter com dois perfis diferentes a exemplo de 2018 - Ricardo Duarte/Inter
Odair Hellman monta o Inter com dois perfis diferentes a exemplo de 2018 Imagem: Ricardo Duarte/Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

14/02/2019 04h00

Odair Hellmann considera o Inter em um estágio mais avançado de preparação comparando com o ano passado. Depois de ter consolidado seu modelo de jogo, o treinador acredita que é hora de evoluir. E na busca por surpreender os adversários, ele aprimora uma conduta já utilizada em parte da temporada anterior: montar dois perfis diferentes de equipe. 

Em 2018 o Colorado tentou jogar de formas opostas dentro e fora de casa. Foi assim na arrancada que o fez até liderar o Brasileiro por algumas rodadas. Distante do Beira-Rio, o time se fechava, abria mão da posse de bola e buscava o contra-ataque. Em Porto Alegre, trocava passes, mantinha o jogo sob controle e pressionava o adversário em seu campo. 

O passo adiante desta conduta será não apenas alternar a postura, mas também a formação. Independente de em casa ou fora, o comando técnico do Inter pretende avaliar qual a melhor estratégia para cada partida e adotar posicionamentos diferentes atendendo o que considerar necessário. 

Ou seja, o Colorado pode variar entre o 4-1-4-1 e o 4-2-3-1 ou até mesmo 4-4-2 e 4-3-3 sem acreditar que perderá em entrosamento, ritmo de jogo ou conjunto. Tudo porque os jogadores, independente de onde partam no campo, saberão que o modelo de jogo segue o mesmo. 

Tendo isso claro, Odair já adotou variados esquemas em jogos e treinos. Durante partidas oficiais, atlernou entre o 4-1-4-1 e o 4-2-3-1, sendo D'Alessandro a peça-chave da troca de esquema, recuando centralizado ou adiantando-se até quase o centroavante. 

Durante o jogo-treino contra o São Paulo-RS, na terça-feira, o treinador observou um 4-4-2 com Sobis ao lado de Pedro Lucas e D'Ale aberto pela direita. Assim, promoveu dois estilos diferentes de criação de jogadas e firmou os volantes lado a lado. 

"Hoje em dia se precisa muito de estratégias de jogo. É necessário ter variações de jogadas para que possamos disputar os jogos de acordo com o que eles ofereçam de dificuldades. Estamos trabalhando alternativas, variações bem consolidadas que já temos desde o ano passado", disse o técnico Odair Hellmann. 

O Internacional encara o Caxias no próximo domingo no Beira-Rio. Sem Nico López, suspenso, a tendência aponta para a volta de D'Alessandro com Pottker mantido no time titular. A principal dúvida se dá no comando de ataque. Pedro Lucas e Tréllez disputam vaga. 
 

Futebol