PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Líderes de organizada do São Paulo vão ao CT mais uma vez

Raí tem sido alvo de críticas da torcida, que chegou a pedir sua saída após queda na Libertadores - Marcello Zambrana/AGIF
Raí tem sido alvo de críticas da torcida, que chegou a pedir sua saída após queda na Libertadores Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Bruno Grossi

Do UOL, em São Paulo

14/02/2019 18h40

No dia seguinte à precoce eliminação na Copa Libertadores da América e no dia do anúncio da volta de Cuca, o São Paulo mais uma vez abriu o CT da Barra Funda para líderes de sua maior torcida organizada, a Independente.

Cinco das principais figuras da uniformizada chegaram ao CT no fim da tarde de hoje e queriam ser ouvidos pela diretoria. Um funcionário do clube levou o pedido aos dirigentes e, pouco depois, a entrada do grupo foi autorizada. 

Pouco antes da liberação, já havia sido chamada pelo Tricolor, que se surpreendeu com a visita dos torcedores, uma viatura da Polícia Militar. Mais tarde, com os líderes da Independente dentro do CT, outras viaturas chegaram, inclusive do Choque.

É a segunda reunião com integrantes de organizadas em poucos dias. Na semana passada, eles já haviam conseguido uma reunião com diretoria, comissão técnica e jogadores.

Ontem, no Morumbi, protestos foram feitos no portão principal, dificultando a saída até dos jogadores do Talleres, algoz do São Paulo na Libertadores. As uniformizadas estavam à frente da revolta, xingando o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, os jogadores Diego Souza e Reinaldo e pedindo a saída de Raí do cargo de diretor-executivo de futebol.

PVC critica dirigentes do São Paulo na demissão de Jardine

UOL Esporte

São Paulo