PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Flu admite ausência de laudos em CT's, mas vê interdição como desnecessária

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

13/02/2019 17h17

Em entrevista coletiva realizada nesta quarta-feira (13), o diretor-geral do Fluminense Fernando Simone detalhou a situação do CT da Barra e do CT de Xerém. Segundo o tricolor, a instalação dos profissionais ainda não tem alvará, mas possui licença para obras em dia.  

Já as instalações dos jovens carece de Habite-se, certificado necessário para que haja dormitórios. Simone admitiu essas lacunas e disse que o Flu está preparado para o caso de uma interdição.

"A gente entende que não é necessária (a interdição), mas não é uma decisão nossa. Mas eu tenho de estar preparado. Se acontecer, faremos o que for o melhor. Se precisar usar aqui (Laranjeiras) um dia ou outro, vamos estar prontos", disse ele.

O diretor afirmou que o CT da Barra não oferece perigo algum para a equipe profissional, visto que recebe apenas treinos no campo e na academia.

"Se você tem um problema num laudo de um eventual órgao público, se aquele estabelecimento causa risco potencial, claro que não deve manter em funcionamento. Mas se falta uma chancela, acho que é uma situação diferente", afirmou.

Na próxima semana, técnicos da Secretaria Municipal de Fazenda estarão na Barra da Tijuca para inspecionarem o local de treinos da equipe profissional. Em Xerém, a expectativa é que a questão seja solucionada nos próximos dias.

Futebol