PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Tio vai ao IML e confirma 10ª vítima fatal de incêndio no CT do Fla

Adriano Wilkson

Do UOL, no Rio de Janeiro

09/02/2019 11h19

A manhã deste sábado (9) começou com mais uma triste notícia. Familiares de Samuel Thomas Rosa estiveram presentes no Instituto Médico Legal (IML) do Rio de Janeiro e confirmaram a morte do atleta no incêndio do centro de treinamento Ninho do Urubu, do Flamengo, aumentando para 10 o número de vítimas fatais confirmadas. 

Tio do adolescente, Arthur Severiano Rodrigues de Souza foi o responsável por dar a informação aos jornalistas. Vestido com uma camisa do sobrinho, ele se recordou com carinho do garoto.

"Sempre foi um bom menino. Essa camisa... Ele sabe até que sou vascaíno, mas ele me deu ela e eu botava no meu corpo, dizia que era manto. Hoje estou homenageando ele", disse, ainda sem saber detalhes sobre sobre o velório: "Meu irmão está para resolver".

Leia também

Ainda de acordo com o tio, uma das inspirações de Samuel era o lateral direito Léo Moura. O parente também destacou que o menino encarava o futebol como uma diversão:

"Gostava do Léo Moura. O Samuel era um cara muito especial. Ele queria brincar, não levava isso como um trabalho. Saiu de casa pra brincar".

A tendência é a de que o velório de Samuel aconteça em Vila Rosali, bairro de São João de Meriti (RJ).

Quatro corpos identificados e três retirados

Até o momento, o Instituto Médico Legal identificou quatro corpos e três deles foram retirados pelas famílias.

O trio que já deixou o IML foi Pablo Henrique de Oliveira, Bernardo Pisseto e Victor Isaías. Arthur Vinícius foi liberado, mas seus parentes ainda não realizaram a retirada do corpo.

O velório de Pablo Henrique de Oliveira, que é primo do zagueiro Werley, do Vasco, deverá acontecer ainda na tarde deste sábado (9) em Oliveira, interior de Minas Gerais.

Tragédia do CT do Flamengo: saiba quem são as vítimas

UOL Esporte

Flamengo