PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ex-Palmeiras, João Pedro é "esquecido" em time B do Porto e técnico rebate

Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

Marcus Alves

Colaboração para o UOL, de Lisboa (POR) 

31/01/2019 04h00

Com o uruguaio Maxi Pereira em baixa, o técnico do Porto, Sérgio Conceição, havia decidido improvisar na lateral direita. Primeiro, com o mexicano Jesús Corona, que atua mais avançado. Depois, deslocando o congolês Chancel Mbemba do miolo de zaga para o lado. E, por fim, resgatando o brasileiro Éder Militão na posição que ele ocupava na reta final de sua passagem no São Paulo.

Em nenhum momento, ao longo do último trimestre, surgiu o nome de João Pedro, ex-Palmeiras e Bahia, que fora destaque na pré-temporada após ser comprado por 4 milhões de euros (R$ 16,5 milhões).

Sem um especialista para fazer frente a Maxi, Conceição foi, então, indagado em entrevista coletiva recente por que o jovem jogador de 22 anos não entrava em seus planos. A reação do treinador foi direta: perguntou aos jornalistas se andavam atentos, em resposta forte. Afinal de contas, segundo ele, o lateral se encontrava lesionado fazia "três a quatro semanas".

"Não posso utilizar um atleta que está machucado", disse.

O detalhe que chamou a atenção de todos, no entanto, foi outro: em nenhum momento, o seu nome esteve incluído no boletim médico que a equipe costuma divulgar. Não houve qualquer esclarecimento posterior, mesmo após o seu estafe assegurar em contato com o UOL Esporte que ele se encontrava livre de qualquer dor desde o fim de dezembro. 

Até aqui, a passagem de João Pedro pelo Porto tem se restringido praticamente a jogos com o time B na segunda divisão portuguesa, em estádios quase sempre vazios, com rodadas marcadas para as 11h da manhã.

Na maioria dos jogos, ele tem tido a companhia em campo dos compatriotas Luizão, ex-São Paulo, e Gleison Moreira, ex-Red Bull Brasil. Outro que tem sido utilizado no grupo é lateral esquerdo Jorge, que tem conversa em andamento para retornar ao Flamengo e aguarda por uma definição do Monaco, detentor de seus direitos federativos.

A mesma rota de saída foi colocada em cima da mesa também para João Pedro, que, conforme apurado pela reportagem, recebeu consultas do Cruzeiro e do Vasco, mas preferiu seguir em Portugal.

Depois de desembarcar em Olival e deixar uma excelente impressão em seu início na nova casa, sobretudo, em amistoso com o Everton, o garoto revelado no Palmeiras perdeu espaço.

A despeito de sua força ofensiva, o técnico Sérgio Conceição se mostrou contrariado com a fragilidade mostrada mais atrás, perdeu a paciência com o número de gols sofridos pela equipe na arrancada do Campeonato Português e o deixou de fora, inclusive, da lista da Liga dos Campeões.

Desde então, João Pedro entrou em campo oito vezes pelo time B do Porto e distribuiu apenas uma assistência até aqui. Para Conceição, ainda lhe falta maior ritmo competitivo. O lateral direito tem contrato com os Dragões até 2023.

Futebol