PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Sem Ibañez, Fluminense tem desafio no mercado para preencher lacuna na zaga

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

29/01/2019 04h00

O Fluminense sonha com a chegada de Paulo Henrique Ganso, mas a realidade nas Laranjeiras é a iminente venda do zagueiro Ibañez para a Atalanta, clube da Série A do Campeonato Italiano.

Leia Mais:

Longe de ter a mesma badalação de nomes como Pedro, por exemplo, o defensor era tido por muitos no clube como o grande nome da base entre os profissionais atualmente. O diretor de futebol Paulo Angioni é um dos que sempre identificaram no jogador um enorme potencial, muitas vezes subestimado por alguns.

Sem muito poder de barganha, Tricolor teve de negociar mais um jogador da casa. Sem Ibañez, o consenso no Flu é que há a necessidade de uma boa reposição, visto que o setor ficou enfraquecido com essa provável perda.

Após não renovar com Gum, o Flu trouxe Matheus Ferraz para seu lugar. Além dele, Fernando Diniz conta com Digão, Nathan Ribeiro, Paulo Ricardo e Frazan para o setor. Como Digão é o único "intocável", o Flu tem o desafio de mapear o mercado me busca de um nome que substitua Ibañez.

 "É um grande jogador, e sentiremos falta. Ficamos felizes porque todo atleta tem sonhos e nos alegramos pelas conquistas dele. Desejamos sorte, mas temos jogadores preparados para crescer e suprir as necessidades", disse Ferraz.

De acordo com o jornal "La Gazzetta dello Sport", o clube italiano desembolsará 4 milhões de euros (cerca de R$ 17,2 milhões) para ter o defensor. Ainda que o Tricolor esteja em litígio com o PRS, primeiro clube do jogador, o Flu conta com algum valor na conta. Com esse reforço financeiro, a busca por alguém para a zaga será facilitada.

O Flu retomou uma negociação que havia esfriado e está perto de trazer o zagueiro Nino, do Criciúma. Ele foi bem avaliado pelo setor de monitoramento do clube e será uma aposta para o setor. 

Sem descanso

Após a vitória por 3 a 1 sobre a Portuguesa, o Fluminense retomou os trabalhos um dia depois do triunfo no Maracanã. De olho na classificação à semifinal da Taça Guanabara, o Tricolor se prepara para encarar o Madureira, quarta-feira, 21h30, no Maracanã.

"Não podemos nos empolgar, temos que pensar jogo a jogo. Pensar sempre em melhorar, mas melhorar com a vitória é melhor do que com a derrota", analisou o lateral Ezequiel.

Futebol