PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Gustagol celebra fase no Corinthians e prevê aprendizado com Boselli e Love

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

29/01/2019 15h45

Três gols em quatro jogos. Foi dessa forma que o atacante Gustagol deu início à sua segunda passagem pelo Corinthians depois de duas temporadas longe do clube. Artilheiro da equipe alvinegra em 2019, o jogador celebrou a boa fase e ressaltou a importância de ter no elenco dois companheiros com mais tempo de carreira.

"A experiência de Love e Boselli no futebol é grande, espero aprender com eles nos treinos para que a gente possa dar muitas alegrias", disse Gustagol em entrevista coletica concedida na tarde desta terça-feira (29).

Centroavante assim como Boselli, Gustagol teve a chance de atuar ao lado do argentino na vitória por 1 a 0 sobre a Ponte Preta, no último sábado, em Itaquera. A parceria rendeu frutos, pois Gustagol aproveitou um espaço aberto pelo companheiro, já na reta final dp duelo

"No final do segundo tempo deu certo, tanto que na hora do gol ele puxa os zagueiros e eu faço o gol. Com dois [atacantes] rápidos também fica bom, depende do Carille, ele vai dizer o melhor para jogar", ressaltou.

Contratado pelo Corinthians em 2016 depois de brilhar com a camisa do Criciúma, Gustagol não conseguiu marcar um gol sequer pelo Corinthians (foram nove jogos disputados). O atacante, então, foi emprestado ao Goiás e ao Bahia no ano seguinte. Na temporada passada, acertou com o Fortaleza, onde voltou à boa fase, com 30 gols em 45 jogos.

"O Gustavo de hoje está mais confiante e tranquilo, faltou paciência também. Quando saí emprestado, procurei aprender, aprimorar para desenvolver um bom trabalho", frisou Gustagol, que deu detalhes sobre a nova fase.

"Venho trabalhando para ter essa sequência e venho aproveitando bem minhas oportunidades, me preparo diariamente, entro nos jogos concentrados para cavar minha vaga na equipe", completou o atacante.

Segundo ele, o gol marcado logo na reestreia pelo Corinthians, no empate por 1 a 1 com o Santos no amistoso que abriu a temporada, surpreendeu o técnico Fábio Carille.

"Depois da minha estreia e do meu rendimento, Carille ficou surpreso com minha evolução. Me elogiou, perguntou quem me ajudou, falei que foi Rogério Ceni e Helio dos Anjos e ele pediu o telefone deles para agradecer", explicou o camisa 19.

Gustagol reencontrará o Palmeiras no próximo sábado (2). Em 2016, logo que chegou ao Corinthians, o atacante foi titular em um clássico válido pelo Campeonato Brasileiro.

"Não foi só o clássico que me deixou triste na outra passagem, nos cinco ou seis meses que fiquei foram de aprendizado. Fiquei triste porque não conseguia desenvolver um bom papel no Corinthians, não conseguia fazer o que sabia, ficava nervoso. Agora está tudo tranquilo, espero estar mais calmo dentro de campo e ajudar meus companheiros", relembrou.

Futebol