PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Briga entre torcidas resulta em spray de pimenta no vestiário do Athletico

Jogadores do Athletico deixaram o vestiário por conta do gás; fora do estádio, briga aos olhos da PM - Monique Vilela/Radio Banda B
Jogadores do Athletico deixaram o vestiário por conta do gás; fora do estádio, briga aos olhos da PM Imagem: Monique Vilela/Radio Banda B

Do UOL, em São Paulo

28/01/2019 00h20

Uma briga entre torcedores do Athletico-PR e do Rio Branco de Paranaguá, que se enfrentaram na cidade a 100 km de Curitiba neste domingo pelo Campeonato Paranaense, resultou na ação da Polícia Militar do Paraná que disparou gás de pimenta para a dispersão e, dada a proximidade do local da confusão com os vestiários do Estádio Nelson Medrado Dias, atingiu os vestiários das equipes logo após a partida. O Furacão venceu por 2 a 0.

O estádio recebeu 2.803 torcedores. Ao apito final do jogo, a torcida da casa deixou o estádio enquanto os atleticanos deveriam esperar por mais 20 minutos. Quando os visitantes saíram, ainda havia torcida do time da casa na região, e começaram focos de discussão. Mesmo com a presença da PM no local, houve bate-boca e pancadaria, como mostra o vídeo abaixo, postado no Twitter por um torcedor:

Em entrevista à Rádio Banda B, o policial identificado como Capitão Aparecido relatou que ninguém foi preso e que um torcedor foi agredido. "Ele sofreu um rápido desmaio e uma fratura no nariz. Infelizmente, nós não conseguimos identificar quem fez a agressão. Esperamos que alguém tenha a filmagem para identificar", disse o policial à emissora. 

O volante Erick, que marcou um dos gols do Athletico na partida, falou em entrevista coletiva sobre o gás de pimenta no vestiário: "Quanto ao gás, não é bom muito entrar nesse assunto, questão da violência eu nunca vou ser a favor, independente de quem tá certo ou errado". 

Não há histórico de rivalidade entre as torcidas dos dois clubes. Por decisão do Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná, as organizadas de Athletico e Coritiba não podem entrar nos jogos longe de Curitiba nas duas primeiras partidas dos times nessa situação - foi o segundo jogo do Furacão fora de seus domínios. Torcedores sem identificação de organizadas podem acessar normalmente os estádios.

Futebol