PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Sampaoli resgata gringos e pode resolver problema do ataque com Soteldo

Siga o UOL Esporte no

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

25/01/2019 04h00

A goleada do Santos contra o São Bento por 4 a 0 nesta quinta-feira, no estádio Walter Ribeiro, válida pela segunda rodada do Campeonato Paulista, ficou marcada pela grande atuação dos gringos do alvinegro praiano: o estreante venezuelano Soteldo, o paraguaio Derlis González e o colombiano Jonathan Copete.

E o brilho dos gringos passa, principalmente, pelas mãos do técnico Jorge Sampaoli. O argentino resgatou dois que já estavam de "malas prontas" para deixar o clube paulista, casos de Derlis e Copete. O primeiro pediu para ser negociado e até ficou de fora da estreia do time na temporada, mas retornou após uma conversa com o treinador.

No caso de Copete, o técnico argentino resgatou a confiança de Copete, que estava encostado no clube e até colocado no grupo de atletas negociáveis. Nesta semana, inclusive, o Santos tentou utilizar o colombiano como "moeda de troca" para tentar a contratação de Michael, destaque do Goiás.

Além de resgatar Derlis e Copete, Sampaoli mostrou que pode resolver a escassez de atacantes com Soteldo. Isso porque o venezuelano, apesar de ficar com a camisa 10 do Santos, estreou atuando do lado esquerdo do ataque.

"Camisas 10 e a 11 do Santos tinham que estar em um museu, não tinham que existir. Sobre Soteldo, é um aporte ofensivo além da camisa. Terá ano muito bom, explosão, bom no um contra um, rápido e creio que será muito, mas muito importante", afirmou Sampaoli.

Soteldo entrou no lugar de Felippe Cardoso aos nove minutos do segundo tempo e marcou um golaço aos 24 minutos após tabelar com Derlis e encobrir o experiente Renan, ex-Internacional e Goiás, na saída do gol.

A jogada, aliás, foi exatamente do lado esquerdo do ataque, posição que pode ficar com o venezuelano após a transferência de Bruno Henrique para o Flamengo.

Além disso, Soteldo não deve atuar centralizado no meio-campo pois Jean Mota cresceu de rendimento sob o comando de Sampaoli ao marcar dois gols e dar uma assistência em dois jogos do Campeonato Paulista.

O Santos de Jorge Sampaoli atua no 4-4-2, no formato de losango no meio-campo, com Alison na frente da zaga, Diego Pituca na esquerda, Carlos Sánchez na direita e Jean Mota centralizado.

Menon elogia Santos em goleada: "Variedade de repertório"

UOL Esporte

Futebol