Topo

Futebol


Goiás recusa oferta do Santos e projeta vender Michael no fim do ano

Atacante Michael não deixará o Goiás antes do fim do ano - Rosiron Rodrigues/ GEC
Atacante Michael não deixará o Goiás antes do fim do ano Imagem: Rosiron Rodrigues/ GEC

Marcello De Vico

Do UOL, em Santos (SP)

25/01/2019 20h23

Alvo de proposta do Santos, o atacante Michael jogará 2019 com a camisa do Goiás. Quem garante é o presidente do clube esmeraldino, Marcelo Almeida. De acordo com o mandatário, o jogador não está à venda no momento e será essencial para o time alviverde na atual temporada, especialmente na Série A.

Confira as movimentações do Mercado da Bola

Em entrevista ao UOL Esporte, o presidente do Goiás elogiou o atleta e disse que o clube conta com o futebol dele para ajudar a equipe a conquistar 'algo maior na Série A'. O Santos apostava na grana de Bruno Henrique - e ainda envolver Copete na negociação - para contratar a joia esmeraldina, mas teve sua proposta recusada e terá de esperar pelo menos até o fim do ano.

"O Michael é um baita de um atleta, uma pessoa fantástica, e um menino com uma qualidade de futebol inimaginável. O Goiás, hoje, almeja algo maior na Série A. Não estamos na Série A só por estar, só para se manter, eu quero algo a mais. E para conquistar algo a mais na Série A, a gente precisa ter gente de qualidade no time. Então, hoje, eu preciso ter o atleta jogando, eu não quero dinheiro com o atleta. Hoje eu preciso da qualidade técnica do Michael", disse.

A ideia do presidente é apostar no desempenho de Michael em 2019 para, no fim do ano, receber mais dinheiro pelo jogador. Hoje, ele só sai pela multa rescisória, que ultrapassa os R$ 30 milhões.

"Ele vai fazer um grande campeonato, o Brasil inteiro, pode escrever, vai conhecer o Michael e nós vamos vender por três ou quatro vezes mais do que hoje. No final do ano, essa frase que você está ouvindo hoje, 'eu quero o Michael pela qualidade', eu não vou poder falar mais", completou o presidente.

Michael está há algum tempo no radar santista. Ele ganhou credibilidade no mercado nacional em 2018, quando marcou sete gols, deu nove assistências e foi a principal válvula de escape do time esmeraldino na campanha de acesso na Série B do Campeonato Brasileiro. O atacante tem mais três anos de contrato com o Goiás.

Futebol