PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Leco descarta ida de Nenê ao Flu: 'Pago para ele jogar no São Paulo'

Ale Cabral/AGIF
Imagem: Ale Cabral/AGIF

Rodrigo Mattos

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

24/01/2019 16h00

O presidente do São Paulo, Carlos Augusto Barros e Silva (Leco), descartou a ida do meia Nenê para o Fluminense, assim como qualquer chance de saída de Diego Souza para o Vasco. Ainda disse que não vê possibilidade de novos investimentos do clube em contratações a não ser que ocorra uma venda de atleta. 

Leia mais:

"Não vejo possibilidade. Não vou pagar para o jogador jogar no Fluminense. Pago para ele jogar no São Paulo", afirmou Leco. Ele disse que, em relação a Diego Souza, houve uma sondagem do presidente vascaíno, Alexandre Campello, no ano passado que não foi à frente.

Outra negociação descartada foi a chegada do Alexandre Pato, neste caso, por falta de orçamento para contratá-lo. Segundo Leco, houve a vontade do jogador de ir para o São Paulo, que se interessaria pelo negócio. Mas o valor não era viável.

A tendência é o São Paulo seguir com o time atual sem contratações. Acabou o total disponível no orçamento para contratações. E o dirigente explicou que novos reforços só chegarão se houver negociações de atletas.

Leco prometeu paciência com o trabalho do técnico André Jardine. "Foi um técnico que fez bom trabalho por três anos na base, ficou um ano no profissional. Historicamente, o São Paulo é tolerante com técnicos como no caso do Cilinho que perdeu seis jogos e do Telê Santana", lembrou.

Questionado se recentemente o clube tem sido menos tolerante, já que demitiu Dorival Jr e Aguirre em 2018, ele disse que o contexto atual é de esperar o trabalho de Jardine.

Em relação ao Morumbi, garantiu que o estádio estará pronto no jogo de volta da Libertadores, no dia 13 de fevereiro. Faltarão apenas poucos retoques na obra.

Jardine conta com boas opções para montar São Paulo

Band Sports

Futebol