PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Pai fala sobre situação de Elias no Atlético-MG: "Está sem clima"

Elias, volante do Atlético-MG - Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG
Elias, volante do Atlético-MG Imagem: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG

Do UOL, em Porto Alegre

23/01/2019 19h32

Eliseu Trindade, pai e procurador de Elias, se mostrou indignado com a posição do Atlético-MG em relação à situação do filho. Nesta quarta-feira (23), o representante do volante afirmou que o clube de Belo Horizonte tem desrespeitado o atleta e também declarou que Elias está 'sem clima' na Cidade do Galo. O Internacional segue interessado no meio-campo.

O UOL Esporte já havia mostrado a irritação do estafe de Elias com a reunião da última segunda-feira. O Atlético-MG se manifestou depois do encontro, pelas redes sociais, garantindo a permanência do volante e também de Luan, alvo de interesse do Corinthians.

"Hoje o jogador está sem clima. Está em uma situação muito delicada. O presidente é chamado para conversa, convidamos ele algumas vezes para a gente conversar e o presidente não comparece às reuniões. A última reunião foi na última segunda-feira, mas o presidente infelizmente não compareceu. Quem compareceu foi o diretor de futebol e um advogado do clube. Para minha surpresa, mais uma vez, eles vieram com a seguinte indagação: não liberam o Elias para o Inter e também não o contrato nesse momento. Isso está gerando grande desgaste ao jogador, ele (Elias) está muito desanimado. E o que deixei claro foi: ou ele libera o jogador ao Inter ou reabre negociação para prorrogação de contrato. Caso contrário, o jogador vai cumprir o contrato? Agora, é bom deixar claro que toda essa situação deixou o jogador muito desanimado. Eu não manteria um jogador de forma?", disse Eliseu Trindade à Rádio Bandeirantes de Porto Alegre.

Na mesma manifestação, o pai de Elias afirma que o filho está 'muito infeliz' no clube mineiro.

"Uma coisa ficou clara: desrespeito a um jogador do nível do Elias é inadmissível. E é isso que está acontecendo. E o jogador, hoje, está muito infeliz no clube em que ele deu seu máximo e agora está sendo desrespeitado por parte da direção", afirmou Trindade.

O Internacional procurou Elias ainda em 2018 e ofereceu dois anos de contrato. Recentemente, o clube gaúcho enviou o executivo de futebol Rodrigo Caetano a Belo Horizonte para reunião com o Atlético-MG. No encontro, o clube mineiro pediu cerca de R$ 10 milhões para o negócio ser fechado. Os gaúchos recuaram desde então.

Confira a manifestação na íntegra do pai de Elias à Rádio Bandeirantes

Em novembro, o Atlético se pronunciou publicamente com a intenção de baixar a folha salarial e o Elias seria um dos jogadores à disposição do mercado. Ou seja, deixou claro que o Elias não estava dentro dos planos do Atlético. O Elias estava de férias, se preparando e meio que foi pego de surpresa. Posteriormente, em dezembro, o Rodrigo Caetano do Inter nos procurou e segundo ele, já tinha tido uma primeira conversa com a direção do Atlético e já existia um acordo entre eles. Por isso, ele (Caetano) estava ligando. Pela autorização dada para entrar em contato com o jogador. Ele apresentou uma proposta, uma excelente proposta. Dois anos de contrato com possibilidade de prorrogação por mais um ano, mediante objetivos. O jogador gostou e deu seu ok. Posteriormente, o Inter colocou a posição do jogador e, segundo consta, o presidente (do Atlético-MG) deu para trás e não quis mais negociar. E aí colocou o jogador em uma situação muito desagradável. O jogador não queria sair, quem ofereceu ao mercado foi a diretoria do Atlético. Quando apareceu a proposta, eles deram para trás. Hoje, o jogador está sem clima. Está em uma situação muito delicada. O presidente é chamado para conversa, convidamos ele algumas vezes para a gente conversar e o presidente não comparece às reuniões. A última reunião foi na última segunda-feira, mas o presidente infelizmente não compareceu. Quem compareceu foi o diretor de futebol e um advogado do clube. Para minha surpresa, mais uma vez, eles vieram com a seguinte indagação: não liberam o Elias para o Inter e também não o contrato nesse momento. Isso está gerando grande desgaste ao jogador, ele (Elias) está muito desanimado. E o que deixei claro foi: ou ele libera o jogador ao Inter ou reabre negociação para prorrogação de contrato. Caso contrário, o jogador vai cumprir o contrato? Agora, é bom deixar claro que toda essa situação deixou o jogador muito desanimado. Eu não manteria um jogador de forma? digamos assim? O jogador está se sentindo menosprezado. O jogador está se sentindo desrespeitado por várias tentativas de conversa com o presidente e nem uma delas foi aceita. Não se trata um jogador do nível do Elias dessa forma. No mínimo, com respeito. Recebe, ouve. Vamos conversar, dialogar. Hoje, o que eu diria ao torcedor do colorado é que o Elias tem intenção de sair do Atlético por essa total falta de respeito da direção do atlético. Vamos tentar aqui ainda. Se não for possível, o Elias vai cumprir contrato e no meio do ano ele pode estar negociando com outros clubes? Ele é profissional, vai seguir a carreira dele. Mas uma coisa ficou clara: desrespeito a um jogador do nível do Elias é inadmissível. E é isso que está acontecendo. E o jogador, hoje, está muito infeliz no clube em que ele deu seu máximo e agora está sendo desrespeitado por parte da direção.

Futebol