PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Grêmio sofre, mas mantém contratação de novo zagueiro nos planos

Grêmio de Renato Gaúcho ainda observa o mercado atrás de mais reforços para 2019 - Lucas Uebel/Grêmio
Grêmio de Renato Gaúcho ainda observa o mercado atrás de mais reforços para 2019 Imagem: Lucas Uebel/Grêmio

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

18/01/2019 04h00

O Grêmio não desistiu de contratar um novo zagueiro para a temporada. Nas últimas semanas, o clube gaúcho tem garimpado o mercado atrás de opções e corre para conseguir concretizar as tratativas. O maior empecilho está no status que o reforço terá em Porto Alegre: reserva convicto de Pedro Geromel e Walter Kannemann, tratados como vitais para o elenco.

A busca por um zagueiro é tema antigo na Arena. Desde 2017, o Grêmio entende que precisa de mais opções para a função. Especialmente zagueiro canhoto. Nem a recente efetivação de Marcelo Oliveira como zagueiro diminuiu o ímpeto no mercado.

O camisa 26 deixou de ser lateral esquerdo na virada do ano e agora é alternativa na zaga. Compete com Rafael Thyere e Paulo Miranda por espaço atrás da dupla titular absoluta.

"Todas as vezes que joguei, foi por que alguém machucou, esteve suspenso. Agora é diferente, é uma nova etapa. Tenho minha história aqui de quatro anos como lateral. Todas as vezes que joguei, dei resposta positiva. Eu sempre joguei sem treinar, agora vou poder treinar e vou me aperfeiçoar", disse Marcelo Oliveira. "Primeiro que é um orgulho a gente estar no dia a dia com Geromel e Kannemann. A gente sabe o nível de qualidade dos dois, o que eles representam aqui. Mas acho que não tenho que pensar na ausência deles. A gente tem que estar aqui provando para nós mesmos, e mostrando para o torcedor, comissão e diretoria que eles têm jogadores para substituir eles quando necessário", acrescentou.

A contratação de um zagueiro tem motivado reuniões quase que diárias no CT Presidente Luiz Carvalho. A ideia do Grêmio é contratar sem custo elevado, justamente por se tratar de um nome que será complemento do elenco principal.

Rafael Thyere, que esteve emprestado a Chapecoense no ano passado, ainda pode deixar o Grêmio. O zagueiro tem a chance de ser cedido outra vez para atuar com regularidade. A saída, se confirmada, aumenta a necessidade de mais uma alternativa.

Até aqui, o Grêmio contratou quatro jogadores para 2019, mas três caras novas chegaram para ocupar vagas de saídas recentes.

Julio Cesar, ex-Fluminense, repôs o adeus de Marcelo Grohe, agora goleiro do Al-Ittihad; Rômulo, emprestado pelo Flamengo, entrou na vaga de Cícero, que não renovou; Walter Montoya, cedido pelo Cruz Azul-MEX, ocupa espaço de Ramiro, reforço do Corinthians; e Felipe Vizeu, em contrato de empréstimo assinado com a Udinese, disputa posição com André e Jael no comando de ataque.

O Grêmio estreia na temporada no próximo domingo (20), contra o Novo Hamburgo, fora de casa. O time titular, no entanto, só entrará em campo em fevereiro. A primeira partida de Everton, Luan e companhia deve ser diante do Caxias, pela quinta rodada do Gauchão.

Futebol