PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Artilheiro do Vasco na Copinha saiu do Cruzeiro e impressiona com números

Tiago Reis comemora um de seus três gols pelo Vasco contra o Juventude - Divulgação/Vasco
Tiago Reis comemora um de seus três gols pelo Vasco contra o Juventude Imagem: Divulgação/Vasco

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

16/01/2019 12h00

Artilheiro do Vasco na Copa São Paulo de futebol júnior e autor de 18 gols em 22 jogos pelo clube, o que dá uma elevada média de 0,81 tentos por partida. Uma das sensações da equipe que enfrenta o Coritiba nesta quarta-feira (16), às 19h30, no Canindé (SP), pelas oitavas de final da competição, o atacante Tiago Reis, de 19 anos, teve uma ascensão meteórica em São Januário, algo surpreendente para quem há cinco meses praticamente pediu para jogar no Cruzmaltino após ser liberado pelo Cruzeiro sem maiores esforços pela equipe mineira.

Em baixa em Belo Horizonte (MG), os empresários do jogador procuraram o Vasco e sugeriram uma chance ao jovem. Na avaliação dos agentes, a continuidade no clube mineiro não daria certo em função das poucas oportunidades. Além disso, na análise deles, o time de São Januário apresentava uma filosofia de jogo que se encaixaria melhor ao seu estilo. Dito e feito.

Dono da camisa 9 cruzmaltina no sub-20 e já tendo ostentado também a artilharia do Torneio OPG, ele tem sido enaltecido pelos vascaínos nas redes sociais e atribui a boa fase à forma como foi recebido no clube.

"Eu devo tudo isso ao grupo que me acolheu muito bem. Me senti muito em casa. Me adaptei ao trabalho do treinador (Marcos Valadares) e está dando tudo certo", declarou ao UOL Esporte.

Média supera Maxi López e todos os outros do profissional

A média de gols de Tiago Reis no Vasco é tão expressiva que desbanca de longe a de Maxi López e de todos os outros jogadores do elenco profissional de 2018. O que mais se aproxima dele é o argentino, com 0,36 (7 gols em 19 jogos), seguido pelo artilheiro da temporada, Yago Pikachu, com 0,32 (19 gols em 59 jogos) e Paulinho, que se transferiu para o Bayer Leverkusen no meio do ano, e que teve 0,28 (4 gols em 17 jogos).

Bem mais que "hat-trick"

Nesta Copinha, Tiago Reis fez um "hat-trick" (três gols) na goleada sobre o Juventude por 4 a 0 pela segunda fase da competição. Quando ainda atuava pelo Cruzeiro, já havia atingido esse feito em abril do ano passado, na vitória por 3 a 0 sobre o Uberlândia, no Campeonato Mineiro sub-20.

Em outubro, já pelo Cruzmaltino, fez mais do que isso. Em jogo válido pelo torneio OPG, o jovem fez nada menos do que os quatro gols do Vasco na goleada por 4 a 0 sobre o Bangu.

Passado rubro-negro? Pode até ser, mas Fla foi vítima

No início desta semana, postagens de uma suposta conta de Tiago Reis no Twitter datadas de 2011 (ou seja, quando tinha de 11 para 12 anos), foram achadas por torcedores. Nelas, havia conteúdos de ironia ao Vasco e um suposto apreço ao Flamengo. O Cruzmaltino, porém, alegou ser uma conta falsa e, na última terça-feira (14), anunciou que ela havia sido regularizada junto à rede social e passado a ser a oficial do atacante.

Atacante Tiago Reis, do Vasco - Marcos Faria/Vasco.com.br - Marcos Faria/Vasco.com.br
Imagem: Marcos Faria/Vasco.com.br

Natural de Brasília, o jogador ficou alheio à questão, mas já deu seu recado quando teve a oportunidade de atuar no clássico: seu primeiro gol com a camisa do Vasco foi justamente contra o Rubro-Negro.

"Para mim foi o maior orgulho e para minha família também. Comemoramos bastante. Fazer o primeiro gol, defendendo um clube gigantesco, logo no maior rival, é emocionante", disse.

A ligação de Tiago Reis com o Vasco parece mesmo ter sido instantânea, seja nas comemorações dos gols - quando costuma apontar para o escudo e gritar "aqui é Vasco" - ou na interação com os torcedores nas redes sociais, algo que cresce a cada dia.

"Para mim está sendo muito importante. Todo mundo está me apoiando, mesmo quando não fiz gols nos jogos, eles me elogiaram. Eu fico muito feliz com isso", declarou.

Maxi López é um espelho

Centroavante de ofício, Tiago Reis tem como espelho alguém que pode ser seu concorrente no profissional: ninguém menos do que Maxi López, atual xodó dos vascaínos. Na avaliação do jovem, a característica que mais o inspira é a proteção da bola entre os zagueiros.

"Eu o observo muito na proteção de bola, no pivô, e também nas finalizações, sempre buscando o melhor posicionamento dentro da área. Por isso me espelho nele", explicou.

Futebol