PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Fã de Goulart, Carlos Eduardo espera ser "herdeiro" de Keno no Palmeiras

Carlos Eduardo é um dos reforços do Palmeiras para 2019 - Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Carlos Eduardo é um dos reforços do Palmeiras para 2019 Imagem: Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

15/01/2019 15h37

O Palmeiras apresentou seu quarto reforço para a temporada 2019 nesta terça-feira (15), na Academia de Futebol. O atacante Carlos Eduardo, ex-Goiás e que estava no Pyramids, do Egito, falou sobre a nova etapa da carreira e exaltou as dicas recebidas por Keno, ex-jogador alviverde que foi seu companheiro na equipe árabe. Com características parecidas, ele espera ter uma passagem tão boa quanto o amigo pelo Verdão.

"(Keno) é um jogador que eu vivia na casa dele no Egito, a gente se aproximou muito, virou irmão mesmo. É um profissional excelente, um dos melhores jogadores que vi, vai ser difícil tirar ele de lá. Estou muito feliz de e estar aqui e por ele ter me orientado. É um jogador que não podemos esquecer o que fez aqui, ele quebra linhas, tem velocidade... espero fazer as coisas que ele fez aqui, com velocidade, escape. Vai depender da minha qualidade e do meu esforço", disse Carlos Eduardo.

"O Keno me perguntou o que eu achava (de vir para o Palmeiras), o que seria bom ou ruim, e eu simplesmente falei que queria vir, que não estava feliz lá. Não pensei duas vezes. Então estou chegando muito motivado, feliz e louco para trabalhar", completou.

Com 22 anos, o reforço também falou da última contratação palmeirense: Ricardo Goulart, que chegou do Guangzhou Evergrande, da China, por empréstimo de um ano. Carlos Eduardo esteve na equipe sub-17 do Goiás na mesma época em que Goulart se destacava pelo profissional na campanha que garantiu o acesso do time esmeraldino à Série A do Brasileiro, em 2012.

"Ele é um cara que acompanhei de perto quando eu estava na base do Goiás e ele estava no profissional, se destacando muito. Claro que ele está muito acima de mim, com certeza. É um cara que vai ajudar muito o clube, e eu vou tentar ajudar também. Estamos com um grupo perfeito, espero que ele seja feliz aqui", afirmou.

No primeiro jogo-treino da temporada, Carlos Eduardo não foi titular - a vaga na ponta deixada pelo lesionado Willian ficou com Felipe Pires, outra contratação para 2019. Com muita concorrência por um lugar na equipe, o ex-jogador do Goiás falou em trabalhar muito para buscar espaço, já que foi contratado por ter uma característica em falta no elenco: velocidade pelos lados do campo.

"É bom isso (concorrência), vai ter uma briga muito boa dentro de campo. No ano passado foi um grupo que foi muito revezado, e quem entrou conseguiu sobressair do mesmo jeito. O professor já disse que não vai trabalhar com um grupo tão grande, mas todos os jogadores são qualificados e vai ser uma briga boa. Vou buscar meu espaço, independente de ter Goulart, Dudu, mas sempre respeitando o próximo".

Futebol