PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Diretor diz que Ganso e Nenê querem o Flu: "torcer para que sejam os dois"

Ganso é desejo da diretoria de futebol do Fluminense - Aitor Alcalde/Getty Images
Ganso é desejo da diretoria de futebol do Fluminense Imagem: Aitor Alcalde/Getty Images

Do UOL, no Rio de Janeiro

14/01/2019 09h57Atualizada em 15/01/2019 07h16

Em busca de um meia para fechar o elenco, o Fluminense sonha com Ganso ou Nenê. Segundo Paulo Angioni, diretor de futebol do clube, o interesse na negociação partiu dos dois jogadores.

"Tanto um quanto o outro, não foi procura nossa, foi desejo deles. Desejo dos jogadores de jogarem no Fluminense", frisou o dirigente.

Em entrevista à "Rádio Globo", Angioni afirmou que as operações são paralelas e alimentou o desejo da torcida em ter os astros com a camisa tricolor em 2019.

"Apesar de ser discreto, gosto de ousar. Vamos torcer para que sejam os dois, quem sabe. Estou trabalhando. O Fernando Diniz tem modelo para colocar os dois para correrem bastante", disse ele.

Angioni garantiu que o Tricolor não vai sair da linha de austeridade financeira proposta pela diretoria e garantiu que as operações se encaixam no orçamento do clube.

"O Ganso é uma situação tranquila para nós. Se vier, será em uma situação bem confortável. Não temos como competir com o que ele ganha no Sevilla ou no Amiens, mas buscamos entendimento que não encareça o orçamento mensal e anual no futebol. A situação do Nenê está no mesmo pacote. O Fluminense não vai sair um milímetro se vier a acontecer", disse.

O Tricolor estipulou teto salarial de R$ 150 mil e tenta fazer com que os detentores dos direitos dos jogadores sejam parceiros no pagamento de salários.

Futebol