PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Zico, sobre seleção jogar longe do Rio: "querem fugir da pressão"

Zico lamentou seleção no Maracanã só em caso de final - Reprodução/Facebook
Zico lamentou seleção no Maracanã só em caso de final Imagem: Reprodução/Facebook

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

28/12/2018 04h00

Goleador maior do Maracanã, com 333 gols, Zico ironizou do fato de a seleção brasileira só atuar no estádio caso vá à final da Copa América, assim como ocorreu na Copa do Mundo.

Após nova edição do Jogo das Estrelas, o Galinho de Quintino afirmou que a escolha deve-se ao receio da pressão por atuar em centros historicamente mais críticos.

"Acho que deve ser superstição não jogar no Rio na Copa América. Querem fugir de onde tem pressão, mas pressão não é só no chopp, não", disse o ídolo do Flamengo.

Fora o fato de que a equipe nacional pode novamente ficar longe do mais famoso estádio do futebol brasileiro, Zico relatou um episódio de violência urbana presenciado por ele horas antes de a bola rolar no Maracanã:

"Estava no carro com os meus netos e vi saírem caras com metralhadora e revólver tipo 007 quando eu vinha para cá. É duro ver isso".

O ex-jogador festejou a presença de mais de 48 mil pessoas ao evento festivo e afirmou que a partida anual é uma forma de trazer um pouco de bons momentos diante do momento de crise de todo o país.

Futebol