Topo

Futebol


Belga do City diz que marcou contra o Brasil porque Tite copiou Guardiola

Kompany comemora gol da Bélgica sobre o Brasil - Toru Hanai/Reuters
Kompany comemora gol da Bélgica sobre o Brasil Imagem: Toru Hanai/Reuters

Do UOL, em São Paulo

28/12/2018 16h27

Zagueiro do Manchester City e da seleção da Bélgica, Vincent Kompany disse que ajudou a equipe europeia a abrir o placar na vitória por 2 a 1 sobre o Brasil, pelas quartas de final da Copa do Mundo de 2018, porque sabia que Tite tinha copiado o sistema de bolas paradas de Pep Guardiola, técnico do clube inglês. O defensor afirmou que viu os dois treinadores conversando.

"Quando eu toquei de cabeça, não sabia que Fernandinho tinha desviado a bola para o seu próprio gol. Eu disse para mim mesmo que tinha marcado um gol na Copa do Mundo contra o Brasil (risos). A história desse gol é interessante. No hotel, na noite anterior, houve barulho, e eu não consegui dormir. Então, eu tomei um comprimido para dormir, mas esqueci de colocar o despertador. Resultado: de manhã, eu faltei à primeira reunião. Acordei depois dela. Essa primeira reunião é dedicada às bolas paradas. Peço desculpas ao grupo e ao treinador. Peço então para falar com Thierry Henry, que lidava com a fase ofensiva. Nós dois mudamos completamente os planos", disse Kompany, em entrevista à emissora belga "RTBF". Na Copa, Henry trabalhou como assistente técnico da seleção europeia.

"Eu disse a ele que o Brasil estava defendendo exatamente da mesma forma que o Manchester City. Eu também vi o técnico da seleção brasileira com Pep Guardiola em nosso centro de treinamento no City. Eu também conheço a fraqueza do sistema. Eles copiaram o que fazemos no City. Se você olhar as imagens, eu corto entre as duas traves, e não há ninguém na primeira trave para afastar a bola, ninguém que me vê chegando. Se eu não tivesse tomado o comprimido e se não tivesse a conversa com Henry, esse gol poderia não ter acontecido. É uma coisa louca", completou.

No lance em questão, Nacer Chadily bate escanteio do lado direito da defesa da seleção brasileira. Kompapy se movimenta em direção à primeira trave, onde a bola vai, e tenta tocá-la. Na sequência, Fernandinho acidentalmente desvia a bola contra o gol de Alisson, abrindo o placar para a Bélgica. Kevin de Bruyne ampliou ainda no primeiro tempo, e Renato Augusto ainda descontou na etapa final.

Futebol