PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Al-Ittihad tenta devolver Valdívia, mas Inter não aceita retorno

Valdívia em treinamento pelo Al-Ittihad, da Arábia Saudita. Clube tenta devolução - Divulgação
Valdívia em treinamento pelo Al-Ittihad, da Arábia Saudita. Clube tenta devolução Imagem: Divulgação

Diego Salgado e Marinho Saldanha

Do UOL, em São Paulo e Porto Alegre

27/12/2018 17h13

O Al-Ittihad quer rescindir o contrato de empréstimo com o meia-atacante Valdívia, de 24 anos. Porém, o Internacional, clube detentor dos direitos do jogador, não aceita o rompimento antes do prazo determinado. 

O contrato do "Poko Pika" por lá vai até o meio do ano. E, conforme apurou a reportagem do UOL Esporte, o clube brasileiro sequer cogita a possibilidade de rompimento. E, protegido por contrato, o Colorado precisaria aceitar a condição e recebê-lo antes do período previsto, como pretendem os árabes. 

O Al-Ittihad pagou 3,5 milhões de euros (R$ 15,6 milhões) pelo empréstimo do atleta cuja cláusula de compra ao fim do período é de 10 milhões de euros (R$ 44,5 milhões). Mas desde junho, ele atuou em apenas oito partidas, marcando um gol. 

Em penúltimo na classificação do campeonato de seu país com apenas seis pontos em 14 jogos, a equipe aproveita o fim do ano como momento de reformulação. Nesta quinta-feira (27), efetuou proposta ao Grêmio pelo goleiro Marcelo Grohe e oficializou o rompimento do vínculo do lateral esquerdo Carleto. 

Além da condição ruim na tabela, o clube passa por restrição financeira e deixou de arcar com alguns pagamentos aos jogadores. 

Sem a concordância do Inter restam duas opções: Valdívia ser afastado do elenco e permanecer no clube ou ainda o surgimento de algum interessado no repasse do empréstimo. O vínculo com Inter vai até 31 de dezembro de 2020. 

Futebol