PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Alvo corintiano, Boselli fez gol de título da Libertadores e assustou Barça

Boselli comemora gol marcado contra o Barcelona no Mundial de Clubes de 2009 - Marwan Naamani/AFP
Boselli comemora gol marcado contra o Barcelona no Mundial de Clubes de 2009 Imagem: Marwan Naamani/AFP

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

24/12/2018 04h00

O centroavante Mauro Boselli é o mais novo alvo do Corinthians para a temporada 2019. O atacante do Léon, do México, traz boas credenciais no currículo, com prêmios de artilheiro do Campeonato Mexicano e da Libertadores, além de um gol que deu ao Estudiantes, da Argentina, um título continental depois de 39 anos. Ele ainda balançou a rede na final do Mundial de Clubes, diante do Barcelona de Guardiola, em 2009.

No mesmo ano, quando se tornou o herói do Estudiantes na final da Libertadores, os argentinos venceram o Cruzeiro em pleno Mineirão, de virada, depois de ver o volante Henrique inaugurar o marcador no começo do segundo tempo. Na sequência, o Estudiantes foi às redes com Fernández. Boselli, aos 27 minutos, calou o estádio, que recebia 65 mil torcedores na ocasião.

O gol de cabeça, uma das especialidades do jogador, ainda serviu para isolá-lo na artilharia da Libertadores, com oito gols marcados. No fim de 2009, o centroavante ainda quase deu o título do Mundial de Clubes ao Estudiantes ao abrir o placar contra o Barcelona, novamente pelo alto.

O time catalão, porém, empatou o jogo com Pedro no último minuto e virou com Messi, já no segundo tempo da prorrogação. Assim, o Barcelona, que contava com Daniel Alves, Puyol, Henry e Ibrahimovic, além de Pep Guardiola no comando, ergueu a taça nos Emirados Árabes Unidos. 

Revelado pelo Boca Juniors, Boselli, que também foi campeão da Libertadores em 2007 pela equipe xeneize, deixou a Argentina rumo à Europa no meio da temporada 2010, quando foi contratado pelo Wigan, da Inglaterra - em 2005 ele já havia defendido o Málaga B numa rápida passagem.

De volta ao continente europeu, Boselli não conseguiu repetir as boas atuações que lhe deram o status de ídolo na Argentina. Ele, então, foi emprestado ao Genoa, da Itália. Em seguida, voltou ao Estudiantes por uma temporada. Antes de ser comprado pelo Léon, o artilheiro ainda defendeu o Wigan novamente e o Palermo, da Itália. 

No México, Boselli fez gols em finais 

Comprado pelo León na metade de 2013, Boselli se adaptou rapidamente do futebol mexicano fez muitos gols. Logo na primeira temporada, foi às redes em 27 oportunidades e ajudou o time a ser campeão nacional depois de 21 anos. 

No fim de 2013, Boselli fez o primeiro gol na vitória do Léon por 3 a 1 contra o América, no jogo decisivo do Torneio Apertura - na partida de ida também foi às redes. Seis meses depois, marcou outro gol em uma final, dessa vez diante do Pachuca, num triunfo por 2 a 0, quando o Léon conquistou o Clausura.

No México, Boselli fez 130 gols em 221 partidas. Ele foi três vezes artilheiro do campeonato nacional: o Apertura de 2013 (16 gols), 2014 e 2016 (12 gols cada).

Boselli tem contrato com o Léon até o meio do ano que vem e não aceitou a proposta de renovação do clube, que pretende receber uma compensação financeira para liberar o centroavante. Pessoas ligadas à diretoria do Corinthians afirmam que a tratativa "caminha bem".

Futebol