PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Sampaoli pede para futebol "madrugar" e cobra diagnóstico da base do Santos

Com uma semana de clube, Jorge Sampaoli já alterou a rotina do futebol do Santos - Divulgação/SantosFC
Com uma semana de clube, Jorge Sampaoli já alterou a rotina do futebol do Santos Imagem: Divulgação/SantosFC

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

23/12/2018 04h00

O técnico Jorge Sampaoli tem demonstrado aos dirigentes do Santos que é "viciado" em trabalho. A última medida do treinador neste sentido mexerá com a carga horária do departamento de futebol. Segundo apurou o UOL Esporte, o argentino pedirá para que os profissionais desta área cheguem ao clube às 7h (de Brasília).

A ideia é que eles fiquem no clube até às 18h (de Brasília) e depois dediquem seus tempos aos familiares. Até então os profissionais do futebol do Santos chegavam ao clube entre 9h e 10h (de Brasília) e também no período da tarde.

Sampaoli assiste diariamente a diversos jogos do Santos desta temporada por diversos motivos: avaliar o elenco, "encaminhar" sistemas de jogo e conhecer os adversários. O argentino já está estudando a maneira do futebol brasileiro atuar.

Além disso, Jorge Sampaoli já começou a se envolver nas categorias de base do Santos. Ele tem como característica a maturação de jovens atletas. A reportagem apurou que o argentino pediu um diagnóstico minucioso de todos os atletas das categorias de base.

O treinador pediu até súmula de jogos, números com estatísticas dos atletas e projeção. Sampaoli, inclusive, pediu análise de atletas que tinham grande projeção, mas caíram de rendimento e estão em lista de negociáveis e dispensáveis.

Inicialmente, Sampaoli solicitou prioridade para os atletas que nasceram em 1999, 2000 e até 2001 e 2002.

No entanto, o argentino promete trabalhar com atletas bem mais novos. Ele, inclusive, já adiantou que vai trabalhar com o auxílio de sparrings - jovens atletas das categorias de base que completam os treinos entre os profissionais.

Futebol