PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Sampaoli quer "enxugar" elenco e deve dispensar até 16 atletas no Santos

Técnico argentino já avisou aos dirigentes que pretende trabalhar com 24 atletas - Miguel Schincariol/AFP
Técnico argentino já avisou aos dirigentes que pretende trabalhar com 24 atletas Imagem: Miguel Schincariol/AFP

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

22/12/2018 04h00

O técnico Jorge Sampaoli já iniciou o processo para "enxugar" o elenco do Santos para a próxima temporada. Segundo apurou o UOL Esportes, o treinador já avisou à cúpula santista que pretende trabalhar apenas com 24 jogadores.

Sendo assim, o técnico argentino deve, em conjunto com o departamento de futebol, dispensar aproximadamente 16 atletas. Isso porque, nas contas da diretoria, o elenco pode se reapresentar com 40 jogadores em janeiro, somando os atletas que retornam de empréstimo.

O primeiro da lista deve ser o zagueiro Fábian Noguera. Apesar de o defensor ser argentino, Jorge Sampaoli já avisou que não pretende contar com o jogador, que foi contratado do Banfield-ARG e não emplacou no Santos. Em 2018, ele foi emprestado ao Estudiantes-ARG.

A diretoria santista agora tentará negociar Noguera em definitivo. Caso não consiga, a alternativa será emprestá-lo novamente.

Vale lembrar que outro zagueiro retorna de empréstimo e não sabe se ficará no clube em 2019. Trata-se de Cleber Reis, atleta que também não emplacou com a camisa santista e, por isso, foi emprestado ao Paraná, que o devolveu antes do término do empréstimo. Cleber, aliás, já havia sido emprestado ao Coritiba no ano passado.

Entre os emprestados, o único jogador que deve ficar inicialmente é o meia Rafael Longuine, que está na mira de Guarani e Ponte Preta.

Longuine jogou o último Campeonato Brasileiro da Série B com a camisa bugrina e foi o artilheiro da equipe na competição, com dez gols. Ele foi a campo 34 vezes - em 38 jogos - e foi um dos atletas do elenco que mais atuou no torneio nacional.

Já o restante dos atletas que retorna de empréstimo deve ser negociado. O clube paulista visa uma economia de R$ 1 milhão por mês com a saída de 16 atletas que estavam emprestados.

Vale lembrar também que a ideia do clube paulista é fechar, no mínimo, seis contratações para o técnico Jorge Sampaoli. A prioridade é um substituto para Gabigol e um zagueiro experiente. O primeiro pedido do técnico não foi atendido, já que a diretoria não conseguiu fechar a contratação do centroavante Gigliotti, do Independente-ARG.

Futebol