PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Grêmio rechaça troca com Luan, mas segue atrás de Thiago Neves

Meia-atacante tem multa rescisória de 18 milhões de euros e contrato até o fim de 2020 - LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA
Meia-atacante tem multa rescisória de 18 milhões de euros e contrato até o fim de 2020 Imagem: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

Jeremias Wernek e Thiago Fernandes

Do UOL, em Porto Alegre e Belo Horizonte

22/12/2018 04h00

Luan não será envolvido na negociação por Thiago Neves. Depois de o Cruzeiro citar o nome do meia-atacante durante as novas conversas entre os clubes, o Grêmio bateu o martelo ao falar com seu jogador e analisar a oferta. Ainda assim, os dirigentes gaúchos seguem em busca de acordo para anunciar o meia ex-Fluminense e pedido direto de Renato Gaúcho.

Aos 25 anos, Luan tem contrato com o Grêmio até o final de 2020.

Os dirigentes gaúchos chegaram a analisar a operação, mas decidiram não avançar. Em Belo Horizonte, ao longo da sexta-feira, o Cruzeiro se mostrou otimista com o negócio. Os dirigentes propuseram envolver Thiago Neves, Murilo e Raniel na troca por Luan. O Grêmio chegou a conversar com o zagueiro e o atacante, nomes que agradam o clube gaúcho.

Nesta semana, o Grêmio se reuniu para analisar as tratativas em curso no mercado. Também conversou com Luan e seu empresário, Jair Peixoto. A posição do jogador deu força aos dirigentes para brecarem a chance de uma transferência agora.

Com Luan fora do circuito, os dirigentes gremistas deverão insistir em busca de acordo financeiro. O Cruzeiro pede R$ 8 milhões para liberar Thiago Neves, mesmo que a multa rescisória seja de 10 milhões de dólares. O tempo de contrato restante e o alto salário explicam a decisão de pedir compensação inferior àquela prevista em contrato.

Luan terminou a temporada sem jogar, em virtude de fascite plantar no pé direito. A inflamação tirou o meia-atacante da semifinal da Libertadores e das últimas rodadas do Brasileirão.

Nos últimos dias, o nome de Luan foi oferecido por intermediários ao Palmeiras. Também surgiu na mesa dos dirigentes do São Paulo, conforme mostrou o Blog do PVC. E ainda foi analisado no Flamengo. O Grêmio nega que tenha apresentado o camisa 7 aos clubes, mas admite que foi consultado e indicou que o atleta havia deixado o status de inegociável.

"Tem consultas aí. Quem poderia cobiçar o Luan? Os grandes clubes brasileiros, principalmente os que vão disputar a Libertadores. Estes são os que podem cobiçar o Luan. Mas se eles têm bala (poder de investimento para contratação)? Acho que não", disse Romildo Bolzan Jr., presidente do Grêmio, em recente entrevista ao jornal Zero Hora. "Não veio proposta nenhuma para nós. Se vier proposta a gente examina", comentou o dirigente ao Fox Sports.

Eleito 'Rei da América' em 2017, Luan se sente em casa no Grêmio e trata a saída para outro clube brasileiro como algo 'muito difícil' de ocorrer. A transferência para a Europa, por outro lado, perdeu força pela temporada acidentada.

Na Arena, o camisa 7 segue com conceito de jogador técnico. Decisivo. Mas tem aumentado a preocupação com a oscilação em campo, comportamento extracampo e o perspectiva de futuro. Um negócio com grandes cifras já é visto como pouco provável, o contrato atual inclui valores que estão no topo da folha salarial e em breve haverá argumentos para uma renegociação de vínculo. Em 2017, a renovação virou novela e gerou enorme desgaste interno.

Futebol