PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Corinthians se reforça e tenta afastar rótulo de "quarta força" em 2019

Fábio Carille em treino do Corinthians; técnico tem recebido os reforços que pediu - Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians
Fábio Carille em treino do Corinthians; técnico tem recebido os reforços que pediu Imagem: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Arthur Sandes

Do UOL, em São Paulo

22/12/2018 04h00

Após viver fase muito ruim neste segundo semestre, o Corinthians tem conseguido reforços de qualidade. Desta forma ganha competitividade para a temporada que vem. As chegadas de Richard, Ramiro, Sornoza e principalmente de Fábio Carille elevam o nível da equipe que terminou o Campeonato Brasileiro a apenas dois pontos do rebaixamento. Em 2019, a expectativa é manter longe o rótulo de "quarta força paulista", que há dois anos foi imposto ao time e derrubado com dois títulos.

Foi justamente o desmonte do elenco de 2017, a "quarta força" campeã brasileira, que deixou o Corinthians em situação delicada neste ano. Após o título paulista, a saída de vários titulares e até da comissão técnica ligou o alerta no clube e culminou na briga contra o rebaixamento no Brasileirão. A 13ª posição foi o pior resultado entre os clubes paulistas, o que poderia até fazer rivais contarem vantagem para o ano que vem, mas a atuação corintiana no mercado da bola pretende fazer o cenário mudar.

Sornoza foi líder de passes para finalizações no último Brasileirão, enquanto Ramiro teve o melhor aproveitamento em cruzamentos e lançamentos. Os dois foram contratados para "ajudar" Jadson na armação e dão novas possibilidades táticas para Carille montar o meio-campo corintiano.

O ex-Fluminense Richard esteve entre os dez melhores volantes do Brasileirão em passes certos, desarmes e interceptações. Já os atacantes Gustavo e André Luis - um que volta de empréstimo, outro que veio da Ponte Preta - tiveram as duas melhores pontarias da Série B neste ano. As estatísticas são do site Footstats.

Além dos quatro citados, já estavam no clube o lateral direito Michel Macedo e o atacante Gustavo Mosquito. Os reforços foram negociados seguindo a política de contratação que virou regra nos últimos anos: investimento em atletas em evolução e de custo mais baixo. Além disso, o Corinthians tem se concentrado em clubes que vivem crise financeira.

Ainda que os reforços sejam elogiáveis, o Corinthians não encerrou seus negócios no mercado. Há conversas muito adiantadas por Luan, do Atlético-MG, interesse no zagueiro vascaíno Leandro Castán e sondagem pelo lateral esquerdo Uendel, do Internacional

Ao tratar do assunto na última quinta-feira (20), Carille disse aprovar as contratações fechadas pelo Corinthians, mas mostrou esperar mais. "Sabemos da situação do clube, dos jogadores que precisam chegar. Estou muito satisfeito com o que está acontecendo e vou ficar ainda mais feliz com as possíveis chegadas de jogadores com que a diretoria está trabalhando", falou o treinador.

Futebol