PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Sampaoli pede Santos com mais "raça" e faz três exigências para o ataque

Jorge Sampaoli posa em sua apresentação como técnico do Santos - Miguel Schincariol/AFP
Jorge Sampaoli posa em sua apresentação como técnico do Santos Imagem: Miguel Schincariol/AFP

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos

19/12/2018 04h00

Apresentado oficialmente nessa terça-feira (18), o técnico Jorge Sampaoli impressionou a todos ao mostrar seu conhecimento em relação ao elenco do Santos, como antecipou o UOL Esporte. A reportagem ainda apurou que o treinador definiu a equipe como muita apática ao assistir os vídeos dos jogos do time na temporada e, por isso, avisou que pedirá mais "raça" aos jogadores. 

Sampaoli disse ao presidente José Carlos Peres e companhia que o time é bastante técnico, mas pouco efetivo na marcação. Ele promete corrigir os defeitos no início da próxima temporada.

Além disso, Sampaoli quer ver evolução no ataque e fez algumas exigências aos dirigentes santistas no setor. A primeira delas é a contratação de um substituto para Gabigol, artilheiro do último Campeonato Brasileiro e que deve se reapresentar à Inter de Milão

"A saída do Gabigol com seus muitos gols precisa ser substituída. É o maior problema", disse Sampaoli. 

Um dos nomes já consultados para o lugar de Gabigol é o atacante Gagliotti, do Independente, da Argentina, como revelou a Gazeta Esportiva. O presidente José Carlos Peres, inclusive, confirmou que houve conversa pelo jogador no primeiro semestre deste ano e também nos últimos dias. 

A segunda exigência de Sampaoli no setor é a permanência do atacante Bruno Henrique. O argentino já havia revelado à diretoria santista nas primeiras reuniões que não abre mão do atacante e reafirmou isso publicamente em sua apresentação. 

Questionado sobre isso, Peres deixou claro que o jogador pretende se transferir para o Cruzeiro. "Faremos o possível, mas ele tem que querer ficar. Família é de Minas Gerais, tem interesse na transferência. Sampaoli gosta e acha que o futebol dele vai crescer. Ideia é manter", disse o presidente.

A terceira mudança de Sampaoli no ataque é em relação à postura do atacante Rodrygo. O técnico argentino acredita que o jogador precisa engrenar e até brilhar mais no Santos antes de iniciar a sua trajetória no Real Madrid. O acordo entre os clubes brasileiro e espanhol prevê que o camisa 9 se apresente na Espanha em julho de 2019. 

"Rodrygo para seu bem seria importante consolidar um par de anos a mais aqui, para o bem dele e meu. Mas não decido eu. O que acontece com o Vinícius Júnior no Real Madrid e outros com garotos é que vão rápido e não contam com o lugar que esperavam. Seria bom chegar com mais competência nacional, com momento de formação ótima", opinou Sampaoli.

Futebol