PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Kannemann brinca com assédio do Boca: "Mais fácil contratar o Mbappé"

Lucas Uebel/Grêmio
Imagem: Lucas Uebel/Grêmio

Do UOL, em Porto Alegre

17/12/2018 19h50

O Boca Juniors tem interesse em Walter Kannemann, mas segundo o próprio zagueiro será mais fácil contratar Kylian Mbappé, craque francês e astro do PSG. Nesta segunda-feira (17), o zagueiro do Grêmio esbanjou descontração ao dizer que não sabe de tratativas e quando indagado sobre o valor da multa rescisória em Porto Alegre.

Kannemann e Grêmio renovaram contrato até o final de 2022 e a multa do zagueiro é 20 milhões de euros (R$ 88,5 milhões na cotação atual).

"Acho que é mais fácil contratar o Mbappé", disse Kannemann ao canal TyC. "No Brasil as cláusulas são altas, até para os zagueiros", completou o zagueiro.

Antes, Kannemann chegou a desconversar quando questionado sobre o valor da multa rescisória. Somente depois de muita insistência o tema foi abordado, mas sem citação do valor pelo jogador. A quantia foi informada pelo repórter.

"Não vou dizer, senão vão rir", brincou o zagueiro do Grêmio antes de ser perguntado se a cláusula era de 20 milhões de euros. "Não sei, mas deve ser mais fácil comprar alguma camisa 10, alguém do Barcelona", completou o argentino.

Walter Kannemann, 27 anos, chegou ao Grêmio na metade de 2016 e se tornou titular absoluto ainda naquela temporada. Ao lado de Pedro Geromel, forma dupla incontestável na defesa do time gaúcho. Além de citar a alta quantia a ser paga, o zagueiro ex-San Lorenzo e Atlas-MEX afirmou estar feliz no Brasil.

"Minha situação é: de férias, aproveitando. Sempre tem informações, e hoje em dia se cria uma onda grande com algumas coisas. Ninguém me falou nada sobre clubes. Estou feliz no Brasil e esperando a data para voltar. Se vier algo, vamos analisar", comentou Kannemann.

O Grêmio afirma não ter recebido proposta do Boca Juniors pelo zagueiro. O clube xeneize, neste momento, corre atrás de um substituto para Guillermo Scheletto, treinador que deixou o cargo há pouco. Mas a iminente saída de Lisandro Magallán ao Ajax deixa o time argentino carente de atletas para o setor defensivo.

Futebol