PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Santos analisa futuro de Vanderlei antes de negociar reserva assediado

Os goleiros Vanderlei e Vladimir são ídolos da torcida do Santos, mas podem sair - Divulgação/SantosFC
Os goleiros Vanderlei e Vladimir são ídolos da torcida do Santos, mas podem sair Imagem: Divulgação/SantosFC

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

13/12/2018 04h00

O Santos considera que possui dois grandes goleiros e está disposto a negociar um deles para a próxima temporada. Vladimir, reserva de Vanderlei, ídolo da torcida santista, é sempre assediado no mercado e já possui sondagens de clubes da Série A e B do Campeonato Brasileiro

O atleta não está satisfeito com a reserva e sabe que pode ser titular de algum clube do futebol brasileiro. No entanto, o Santos pretende esperar uma definição sobre o futuro de Vanderlei antes de negociar o seu reserva valorizado.

Vanderlei esteve na mira de São Paulo e Flamengo durante esta temporada, e o Santos não trata o seu camisa 1 como inegociável. Pelo contrário, a cúpula alvinegra acredita que o clube gasta muito com os dois goleiros - cerca de R$ 500 mil mensais - e vê com os "bons olhos" a transferência de um deles.

Vladimir recebeu cinco propostas nesta temporada, duas delas de clubes da Série A (os rebaixados Sport e Vitória), mas o Santos não aceitou liberar o reserva imediato de Vanderlei.

Após o término do Campeonato Brasileiro, Vladimir voltou a ser procurado por clubes do futebol brasileiro. Os interessados, aliás, enviaram até vídeos de falhas de seus goleiros ao estafe do goleiro santista para enfatizar o interesse.

Vladimir quer jogar, seja no Santos ou em qualquer outro clube do Brasil. Nesta temporada, o reserva só atuou em duas partidas - contra o Botafogo, na 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, e diante do São Bento, na última rodada da fase de grupos do Campeonato Paulista.

O goleiro revelado na Vila Belmiro sempre teve fama de "bom goleiro" nos bastidores do clube e seria titular na geração Neymar e Ganso, mas se machucou na semana em que o então técnico Dorival Júnior barrou Felipe para lançar o reserva. A vaga "caiu no colo" de Rafael, que deu conta do recado.

São Paulo conversou com Santos sobre Vanderlei

Entre outubro e novembro deste ano, em conversa com Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, o presidente santista, José Carlos Peres, expôs a dificuldade de liberar um jogador que é benquisto pela torcida, caso de Vanderlei. Mas acenou com um valor de R$ 30 milhões para negociar o goleiro.

Nos bastidores, a diretoria santista alega que já recebeu uma proposta oficial do São Paulo, não documentada, para negociar Vanderlei. Entretanto, a oferta não é confirmada por nenhum dirigente no Morumbi. Por lá, eles apenas confirmam o interesse no goleiro do Santos.

Leco alega que ainda não abriu negociação para tentar reduzir o valor de R$ 30 milhões pedido pela cúpula alvinegra. O dirigente tricolor pretende analisar melhor quais opções tem no mercado e discutir com os demais integrantes do departamento de futebol do clube antes de tomar qualquer decisão. A conversa transcorreu em bom nível, sendo que o dirigente alvinegro elogiou a postura do colega tricolor por preferir discutir pessoalmente o assunto. 

Na ocasião, os dirigentes prometeram voltar a conversar sobre a possibilidade de negociar o jogador após o fim da temporada, fato que não ocorreu ainda. O Santos também espera alguma movimentação do Flamengo. Oficialmente, o clube diz que não aceita vender Vanderlei por nenhuma hipótese.

Futebol