PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Maior parte de empréstimo ao Vasco está travada por impasse no contrato

Alexandre Campello negocia a liberação do restante do empréstimo com a Globo - Rafael Ribeiro / Flickr do Vasco
Alexandre Campello negocia a liberação do restante do empréstimo com a Globo Imagem: Rafael Ribeiro / Flickr do Vasco

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

13/12/2018 13h26

Motivo de muita polêmica e votações no Conselho Deliberativo, o empréstimo de R$ 38 milhões que o Vasco solicitou teve sua maior parte travada e ainda não foi liberada para as contas do clube. Há uma cautela dos departamentos financeiro e jurídico com as contrapartidas do contrato. O impasse fez com que o Cruzmaltino obtivesse apenas a quantia necessária para o pagamento dos jogadores. Algo insuficiente para colocar em dia também os vencimentos dos funcionários, que estão próximos de chegar a dois meses de atraso.

O Vasco, por sua vez, segue negociando e conta com a ajuda da TV Globo, avalista do contrato, para que a verba se destrave e a situação se resolva até a semana que vem para quitar os débitos pendentes.

Vale lembrar que além do atraso deste ano para os funcionários, ainda há dívidas de 2017 referentes a dezembro, ao 13º e às férias, algo que também inclui os jogadores que fizeram parte daquele elenco. Especula-se que o montante de tudo isso seja na casa dos R$ 20 milhões a R$ 25 milhões. Ou seja, caso o restante do empréstimo seja liberado, o Cruzmaltino conseguirá pagar o que deve.

Torcedores fazem doações aos funcionários

Enquanto o impasse não se resolve, torcedores do Vasco se mobilizaram na internet para realizar doações de 100 cestas básicas aos funcionários do clube que recebem até R$ 1.500. Os grupos "Jamais te Abandonaremos", "Ao Vasco Tudo", "Templários Vascorumbá", "Grupo do Evaristo" e "Vasdréia" foram os colaboradores e pretendem realizar a ação nesta sexta-feira em São Januário.

Futebol