PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Goleira testada na seleção morre após lutar por meses contra uma leucemia

arquivo pessoal
Imagem: arquivo pessoal

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

10/12/2018 14h34

A goleira Kleane Alves, que passou por testes na seleção brasileira e jogava no futebol goiano, morreu no último domingo (9), depois de meses de tratamento na luta contra uma leucemia. A informação foi confirmada pelo UOL Esporte com o hospital Araújo Jorge, uma unidade da Associação de Combate ao Câncer em Goiânia e que cuidou da ex-jogadora neste ano.

A morte de Kleane Alves também mobilizou o Atlético-GO, um dos grandes clubes da região. O time rubro-negro usou a sua rede social para comentar o ocorrido com a goleira, que fez sucesso com o Aliança durante a disputa da Série A2 do Campeonato Brasileiro de 2017.

Em janeiro, a goleira foi diagnosticada com leucemia mieloide aguda. Depois de passar por um teste para defender a seleção sub-20, Kleane Alves sentiu-se muito mais cansada do que de costume, com dores de cabeça intensa, e realizou exames que constaram o câncer.

Ainda em fevereiro, a goleira acabou internada em estado grave e permaneceu na UTI em tratamento. A família pedia doações de plaquetas e plasma e realizou uma campanha que mobilizou até famosos como a cantora Marilia Mendonça. Kleane, no entanto, não resistiu ao severo tratamento e morreu no domingo. 

A leucemia mieloide aguda é caracterizada pela rápida proliferação das células anormais e malignas, conhecidas como blastos. Elas se acumulam na medula óssea e interferem na produção normal de células sanguíneas, diminuindo a contagem de glóbulos vermelhos, plaquetas e leucócitos normais. 

Futebol