PUBLICIDADE
Topo

Futebol

F. Anderson diz que usar 10 de Pelé foi difícil, mas o ajudou a amadurecer

Felipe Anderson comemora gol do West Ham em jogo contra o Huddersfield - Marc Atkins/Getty Images
Felipe Anderson comemora gol do West Ham em jogo contra o Huddersfield Imagem: Marc Atkins/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

22/11/2018 11h11

Um dos destaques do West Ham, Felipe Anderson relembrou os tempos de Santos. De acordo com o brasileiro, vestir a camisa 10 de Pelé teve um peso muito grande e foi um desafio, porém o ajudou a evoluir na carreira como jogador de futebol profissional.

Leia também:

“Quando você estava no campo vestindo a camisa número 10, todo mundo esperava de você algo incrível. É a camisa do Pelé. Foi difícil para mim. Eu era muito jovem. Tinha apenas 17 anos e fui para o profissional atuando em um dos mais importantes times do Brasil. Mas isso realmente me ajudou a amadurecer muito”, destacou Felipe Anderson em entrevista ao jornal britânico “Daily Mail”.

Felipe Anderson foi contratado pelo West Ham em julho deste ano, considerado a transferência mais cara da história do clube. Os ingleses desembolsaram cerca de 42 milhões de euros (R$ 182,5 milhões) para ter o brasileiro.

“Todo mundo sabe que quando você vem com essa assinatura de peso espera-se que você faça algo diferente, grandes coisas. Há muita esperança. E o clube confia em mim. Não é muita pressão. Era onde eu queria estar. Eu me senti pronto para vir ao West Ham. Agora me sinto pronto para enfrentar desafios e fazer algo grande por aqui”, declarou Felipe Anderson.

No West Ham, Felipe Anderson já marcou quatro gols em 12 partidas disputadas. 

Futebol