PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Grêmio decide liberar atacante Luis Henrique, ex-Botafogo

Luis Henrique não permanecerá no Grêmio. Ele chegou egresso do Botafogo - Divulgação/Botafogo
Luis Henrique não permanecerá no Grêmio. Ele chegou egresso do Botafogo Imagem: Divulgação/Botafogo

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

17/11/2018 11h00Atualizada em 18/11/2018 17h43

O atacante Luis Henrique, ex-Botafogo e Atlético-PR, não vai ficar no Grêmio em 2019. Contratado para o time de transição com chance de aparecer no grupo principal, o centroavante teve desempenho abaixo do esperado e a opção de renovação prevista em contrato não será exercida. No próximo ano, a equipe B do clube gaúcho seguirá sendo comandada por Thiago Gomes.

Aos 20 anos, Luis Henrique chegou ao Grêmio em março e marcou 12 gols em 26 jogos. Foram seis no Gauchão Sub-20, três no Brasileiro de Aspirantes e outros três na Copa Wianey Carlet. A ideia do Grêmio era ter um centroavante mais rodado no time que serve de apoio ao elenco profissional. Luis Henrique chegou em transação com cara de negócio de ocasião e ganhou crédito na preparação da equipe de transição que estava de olho no Brasileiro de Aspirantes.

Além do campeonato nacional para atletas até 23 anos, Luis Henrique também jogou partidas da Copa FGF, em 2018 chamada de Copa Wianey Carlet. As atuações oscilaram e o lugar no time titular foi perdido para outros jovens formados dentro do Grêmio.

Revelado pelo Botafogo, o centroavante começou no CFZ e também passou pelo Flamengo. Depois de surgiu no alvinegro carioca, fechou com o Atlético-PR e de lá foi até o Feirense, de Portugal. Em fevereiro, voltou ao Brasil e disputou a Séria A2 do Paulista pelo Nacional.

Thiago Gomes fica

O treinador do time de transição do Grêmio deve continuar no cargo. Contratado em fevereiro, após demissão de César Bueno, Thiago Gomes fará parte do grupo de trabalho que ainda espera programação do elenco profissional para saber os compromissos do primeiro semestre.

Gomes tem no currículo passagens pelas categorias de base de Corinthians, Fluminense e Inter. Também trabalhou no São José-POA e foi auxiliar de Paulo Roberto Falcão no Sport.

Em 2018, o time de transição do Grêmio disputou quatro rodadas do Gauchão. Ainda sob o comando de César Bueno, a equipe não venceu nenhuma partida e forçou a volta antecipada do grupo campeão da Libertadores e que jogou o Mundial de Clubes em Abu Dhabi.

Futebol