PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Lampard reencontra Chelsea e desafia outro gigante na Copa da Liga Inglesa

Frank Lampard é treinador do Derby County - Reuters/Andrew Boyers
Frank Lampard é treinador do Derby County Imagem: Reuters/Andrew Boyers

Thiago Rocha

Do UOL, em São Paulo (SP)

31/10/2018 04h00

Frank Lampard tem uma considerável parcela de culpa por José Mourinho estar com o emprego em risco no Manchester United. O Derby County, treinado pelo ex-meia, implodiu uma crise no adversário ao eliminá-lo nos pênaltis na terceira fase da Copa da Liga Inglesa, no fim de setembro.

O resultado ganhou status de "vexame" para Mourinho, mas jogou holofotes sobre a primeira experiência de Lampard como treinador. Contratado em maio, ele recebeu a missão de levar os Rams (Carneiros, apelido do clube em inglês) de volta à Premier League após dez anos na segunda divisão nacional - o Derby County atualmente ocupa o sexto lugar na Championship, com 25 pontos, posição que o colocaria na disputa por vaga nos playoffs de acesso.

Na Copa da Liga, Lampard tem a chance de ganhar mais confiança e respaldo na nova função ao encarar outro gigante do futebol inglês: o Chelsea. Justamente o clube que o transformou em ídolo e um dos jogadores mais vitoriosos do futebol inglês neste século. O confronto, pelas oitavas de final do torneio, será nesta quarta-feira (31), às 16h45 (de Brasília), no Stamford Bridge, em Londres.

Foi com a camisa 8 dos Blues, e atingindo o auge da carreira sob o comando de Mourinho, que Lampard desabrochou como um dos melhores meio-campistas de sua geração. Revelado pelo West Ham, ele conviveu com o rótulo de "protegido" no início de carreira, já que seu pai, também chamado Frank Lampard, é ídolo do clube e trabalhava como assistente do técnico Harry Redknapp quando o filho se profissionalizou.

Em 13 temporadas (a partir de 2001-02), Lampard conquistou 13 títulos com o Chelsea, como o Campeonato Inglês, por quatro vezes, e a Liga dos Campeões, em 2011-2012. Também se tornou o maior artilheiro da história do clube, com 211 gols, e o quarto jogador com mais partidas disputadas: 648.

Será o primeiro reencontro com o Chelsea, e com o Stamford Bridge, como treinador. Antes de encerrar a carreira como jogador, Lampard foi ao estádio enfrentar o ex-clube pelo Manchester City, em 2015. Ele se aposentou em fevereiro de 2017, após atuar por duas temporadas pelo New York City FC, dos Estados Unidos.

"Ficarei orgulhoso e honrado em levar a minha equipe para jogar contra um clube que foi a minha casa por 13 anos, e que ainda me sinto em casa", disse Lampard, de 40 anos, em entrevista coletiva nesta terça (30) sobre a situação especial que viverá na partida pela Copa da Liga Inglesa.

"Tive a sorte de fazer parte de uma era forte, com a infraestrutura colocada por Roman Abramovich (dono do Chelsea). Será especial estar de volta e sentir essa atmosfera novamente", completou o treinador do Derby County.

Revelação do Liverpool é a aposta

Wilson - Reuters/Andrew Boyers - Reuters/Andrew Boyers
O meia-atacante galês Harry Wilson
Imagem: Reuters/Andrew Boyers

Para surpreender mais uma equipe de peso na competição, Lampard aposta no talento de Harry Wilson, de 21 anos. Emprestado aos Rams pelo Liverpool, clube que o revelou, ele é o jogador mais jovem a defender a seleção do País de Gales, em 2013, aos 16 anos e 207 dias, superando o recorde que pertencia a Gareth Bale, astro do Real Madrid.

Com uma bela cobrança de falta, Wilson marcou um dos gols do Derby County no empate em 2 a 2 com o Manchester United, no Old Trafford, que culminou na classificação nos pênaltis às oitavas de final da Copa da Liga.

Entre os destaques do elenco treinado por Lampard nesta temporada estão dois jogadores emprestados pelo Chelsea: o meia-atacante inglês Mason Mount, de 19 anos, e o zagueiro canadense Fikayo Tomori, de 20.

"Eles precisam ser destemidos e focados", comentou o treinador do Derby. "Não estou preocupado com o resultado. Só quero que eles se concentrem e deem tudo. Eles merecem esse momento, a chance de encarar um time magnífico como o Chelsea", desejou Lampard.

Futebol