PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Chelsea aproveita gols contra e elimina time de Lampard na Copa da Liga

Mike Hewitt/Getty Images
Imagem: Mike Hewitt/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

31/10/2018 18h36

No reencontro do Stamford Bridge com o agora técnico Frank Lampard, o Chelsea levou a melhor e venceu o Derby County por 3 a 2 nesta quarta-feira (31), em Londres. O resultado põe o time londrino nas quartas da Copa da Liga Inglesa, na qual enfrentará o Bournemouth.

O confronto teve enormes falhas defensivas, sobretudo no primeiro tempo. Os dois primeiros gols do Chelsea foram feitos por zagueiros do Derby, que jogaram a bola contra a própria rede

Veja os confrontos das quartas de final da Copa da Liga Inglesa:

Chelsea x Bournemouth
Arsenal x Tottenham
Leicester City OU Southampton x Manchester City OU Fulham
Middlesbrough x Burton Albion

torcida chelsea lampard - Mike Hewitt/Getty Images - Mike Hewitt/Getty Images
"Para sempre um blue, para sempre uma lenda", diz faixa em homenagem a Lampard
Imagem: Mike Hewitt/Getty Images

Quem foi bem: Fabregas, do Chelsea

Diante das falhas defensivas do Derby e dos dois gols contra que ajudaram o Chelsea, o único jogador azul a marcar com os próprios pés foi Fabregas, que fez o terceiro e fechou o placar. Em uma equipe que já sofria sem a presença de Hazard, o espanhol surgiu para decidir no momento em que o time mais precisava esfriar a empolgação do adversário, que havia empatado pela segunda vez.

Quem foi mal: Tomori, do Derby

tomori - Mike Hewitt/Getty Images - Mike Hewitt/Getty Images
Imagem: Mike Hewitt/Getty Images

A atuação de Tomori com a camisa do Derby explica por que o Chelsea, clube que detém seus direitos econômicos, permitiu que ele jogasse nesta quarta. O zagueiro emprestado não só marcou contra o próprio gol, ajudando o time londrino, como ainda fez um leve desvio e atrapalhou o goleiro de sua equipe no gol de Fabregas.

Derby fez coleção de erros infantis

Os cinco gols deram emoção, mas as falhas defensivas do Derby decepcionaram Lampard e a sonhadora e modesta torcida que foi ao Stamford Bridge. Aos cinco minutos, quando o time começava a se interessar pelo jogo, Tomori errou o corte em um cruzamento de Zappacosta e empurrou a bola contra a própria rede.

Balde água fria, mas não o fim da linha. Pouco depois, aos 9, o Chelsea perdeu a bola no meio-campo e deixou Huddlestone lançar Marriott, que chutou cruzado e superou o sempre criticado Caballero. O problema é que a zaga do Derby não estava disposta a facilitar a vida de seus companheiros.

Foi assim que, aos 21, Zappacosta mais uma vez cruzou pela direita do ataque e viu o experiente zagueiro Keogh desviar para o gol que deveria defender. Para piorar, o terceiro gol do Chelsea, feito por Fabregas, teve um leve desvio de Tomori, que certamente atrapalhou o goleiro Carson.

Chelsea pediu pênalti e ficou sem VAR

Quando Willian cobrou escanteio aos 18 do primeiro tempo e Christensen caiu em disputa com Malone, o Chelsea e o Stamford Bridge pediram pênalti. A equipe do árbitro de vídeo não interviu, e o árbitro Jonathan Moss não consultou a tecnologia e nada apitou.

Lampard foi celebrado, mas não celebrou nada

lampard - Clive Rose/Getty Images - Clive Rose/Getty Images
Imagem: Clive Rose/Getty Images

Era de se esperar que um dos maiores ídolos da história do Chelsea não comemorasse os gols contra a equipe que tanto ama. Maior artilheiro do clube em todos os tempos, com 211 gols, Frank Lampard seguiu esta lógica e não celebrou pelo Derby. Foi amplamente ovacionado pelo Stamford Bridge em seu primeiro reencontro com o estádio como técnico de futebol.

Caballero não comprometeu, mas teve sorte

Zagueiro, Keogh teve um lance de centroavante aos 40 do segundo tempo, quando matou a bola no peito e se preparou para finalizar na frente de Caballero. O goleiro do Chelsea, que não é unanimidade entre os torcedores, se adiantou e parou a jogada com firmeza. Na sequência, segurou um chute rasteiro de longa distância.

Nugent, que entrou no time do Derby nos minutos finais, recebeu na área e finalizou cruzado. A bola passou por Caballero, que já estava vencido, explodiu na trave e caprichosamente passou por cima da linha, sem entrar.

Torcidas trocaram cantorias com bom humor

No segundo tempo, as cadeiras do Stamford Bridge deram um show de bom humor. A torcida do Derby County passou a cantar, em tom educado, a pergunta: "Chelsea, podemos fazer um gol por vocês?". Do outro lado, os azuis responderam com "Derby, Derby, nos dê mais um gol".

FICHA TÉCNICA
CHELSEA 3 X 2 DERBY COUNTY

Data e hora: 31 de outubro de 2018, às 16h45
Local: Stamford Bridge, em Londres (Inglaterra)
Cartões amarelos: Emerson Palmieri (Chelsea); Keogh (Derby)
Gols: Tomori (contra) aos 5, Keogh (contra) aos 21, e Fabregas aos 40 do primeiro tempo (Chelsea); Marriott aos 9, e Waghorn aos 27 do primeiro tempo (Derby)

CHELSEA: Caballero; Zappacosta (Azpilicueta), Cahill, Christensen (David Luiz) e Emerson; Kanté, Fabregas e Kovacic; Willian, Morata e Loftus-Cheek (Pedro)
Técnico: Maurizio Sarri

DERBY COUNTY: Carson; Bogle, Keogh, Tomori e Malone (Forsyth); Wilson (Nugent), Huddlestone e Mount; Waghorn (Bennett), Marriott e Lawrence
Técnico: Frank Lampard

Futebol