PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Técnico interino do Real promove 5 da base e fala em "jogar com colhões"

Solari deu entrevista um dia antes de estrear como técnico-interino no Real Madrid - Gabriel Bouys/AFP
Solari deu entrevista um dia antes de estrear como técnico-interino no Real Madrid Imagem: Gabriel Bouys/AFP

Do UOL, em São Paulo (SP)

30/10/2018 11h36

O primeiro compromisso de Santiago Solari como técnico interino do Real Madrid será nesta quarta-feira, às 15h30 (de Brasília), contra o modesto Melilla, da terceira divisão, pela Copa do Rei da Espanha. Mesmo diante da necessidade de resposta rápida para amenizar o clima ruim com a saída de Julen Lopetegui, o argentino promoveu cinco nomes da base e tratou de fazer um pedido para o time.

“A ideia é ir a Melilla e jogar com 'colhões'. Temos que jogar, competir e começar a vencer com este grupo de campeões. Estão doloridos com tudo isto e isso basta”, afirmou o treinador interino.

A ocupar a vaga enquanto o Real define um novo treinador, Solari confia em novos nomes para vencer neste meio de semana. O argentino poupou do treinamento importantes atletas como Marcelo, Carvajal e Varane, além de Vallejo e Mariano.

Todos do grupo acima sentem lesões e devem desfalcar o time diante do Melilla. Marcelo é ausência certa, já que sofre com um problema muscular na perna direita e ficará fora de ação por duas semanas.

Da base, subiram Javi Sánchez, De la Fuente, Álex, López e Fran García para trabalhar nesta terça, e todos podem ser levados por Solari para participarem do duelo pela fase dezesseis avos de final da Copa do Rei. Apenas Javi Sánchez tem a presença garantida na viagem.

“Encontramos um elenco com muita dor, mas com muita vontade de arrancar e reverter a situação. É um grupo de campeões e de guerreiros. Não é a situação mais fácil, mas enxergo muita vontade de todos aqui para reverter o mais rapidamente esta situação”, acrescentou Solari.

O Real Madrid vive o pior início de temporada de sua história. Nos últimos sete compromissos, o atual campeão europeu venceu apenas um (Viktoria Plsen) e saiu derrotado cinco vezes – a última delas pelo arquirrival Barcelona, que triunfou por 5 a 1 e aumentou a crise responsável por culminar na saída de Lopetegui.

Futebol