PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Sem espaço no Cruzeiro de Mano, Sóbis tem função relevante nos bastidores

Siga o UOL Esporte no

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

29/10/2018 04h00

Rafael Sóbis perdeu espaço no Cruzeiro de Mano Menezes. Autor de um dos gols na vitória por 3 a 1 sobre o Paraná, no último sábado (27), o atacante passou a ter uma função mais importante no vestiário que dentro dos gramados.

Esta ao menos é a visão de Mano Menezes. O treinador crê que o seu jogador, com 33 anos completos em 17 de junho passado, vive outro momento da carreira e apresenta mais eficiência nos bastidores que nas quatro linhas.

Experiente pelos títulos conquistados na carreira - venceu Brasileiro, Copa do Brasil e Libertadores -, o atacante se tornou um conselheiro dos jogadores mais jovens no elenco.

"Os times campeões sempre têm um jogador como Rafael Sóbis. Não são tão valorizados, não são tão vistos entre os 11 dentro de campo, mas são peças fundamentais do dia a dia. Pela vivência e pela ciência de que entra em outro estágio de carreira, sabe que é mais importante no dia a dia que dentro de campo. Esses caras são fundamentais. Por isso, a gente respeita eles tanto e valoriza por tudo o que ele faz no dia a dia", afirmou.

Rafael Sóbis caiu de produção dentro das quatro linhas no decorrer de sua passagem pelo Cruzeiro. Contratado em junho de 2016, fez 28 jogos em menos de seis meses de temporada na ocasião. No ano seguinte, foi titular absoluto da equipe e disputou 50 partidas. Ele ainda terminou a Copa do Brasil como artilheiro do time campeão.

Neste ano, Rafael Sóbis tem sido opção no banco de reservas. Nos 36 jogos que fez em 2018, 19 foram nesta condição. Para se ter ideia, em um dos jogos mais importantes do ano, a volta das quartas de final da Copa Libertadores da América, diante do Boca Juniors, da Argentina, ele não ficou nem no banco de reservas. O camisa 7 também não foi acionado na finalíssima da Copa do Brasil, diante do Corinthians.

Feliz com a chance de entrar em campo como titular novamente no último fim de semana, o jogador garante que não se dedica para retomar a condição na equipe de Mano Menezes.

"Não é nem questão de vaga de titular, é por honra, até por minha trajetória. Sempre vou tentar fazer o meu melhor, com chance ou não. Foi uma vitória importante. Estamos em um momento tranquilo, o sonho de todo time. Já fomos campeões, não temos mais aquela pressão de título", comentou Sóbis.

Futebol