PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Nova "geração de ouro" do Flu, sub-17 passa dos 120 gols e impressiona

Sub-17 do Flu comemora  mais um gol: cena rotineira para equipe esse ano - Mailson Santana/Fluminense
Sub-17 do Flu comemora mais um gol: cena rotineira para equipe esse ano Imagem: Mailson Santana/Fluminense

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

26/10/2018 04h00

A recente compra do atacante João Pedro pelo Watford jogou os holofotes em cima da equipe sub-17 do Fluminense, mas o time vem impressionando há muito tempo quem acompanha o dia a dia das divisões de base no país.

Em 36 jogos na temporada, a equipe marcou nada menos que 125 vezes, o que dá uma média de 3,4 gols por partida. A artilharia é comandada pelo próprio João Pedro (31), por Marcos Paulo (12) e por Wallace (11).

Nas Laranjeiras, a equipe da safra dos anos 2001 e 2002 é tratada como a nova geração de ouro no clube, apelido recebido pelo time que revelou Kenedy, Gerson e Marlon, entre outros nomes que renderam frutos ao clube.

A última vítima dos meninos de Xerém foi o Cruzeiro. Após vitória tricolor por 2 a 0, os mineiros foram eliminados e caíram nas oitavas de final da Copa do Brasil. No jogo de ida, o Flu havia goleado o rival por 6 a 0 em casa.

"Podemos dizer que esse time tem um destaque muito grande. São grandes vitórias e muitos gols. É o carro-chefe da nossa base. É um trabalho de formação de três, quatro anos, não tem sorte nesse processo", disse ao UOL Esporte Marcelo Teixeira, diretor esportivo da base tricolor.

João Pedro - Mailson Santana/Fluminense - Mailson Santana/Fluminense
João Pedro já foi vendido pelo Flu para o Watford
Imagem: Mailson Santana/Fluminense

Além do trio de goleadores, chamam a atenção no clube o volante André, o goleiro Marcelo e o lateral-direito Calegari. Como está negociado com o futebol inglês e só fica no Flu até 2020, João Pedro pode até pintar entre os profissionais no ano que vem.

Além da formação de possíveis talentos para o time de cima no futuro, os jovens dirigidos por Eduardo Oliveira foram vice-campeões da Taça BH, decidirão o Carioca contra o Vasco e enfrentarão o Corinthians nas quartas da Copa do Brasil.

A projeção dos meninos fez com que o Flu se precavesse contra o assédio. Para lucrar no futuro, o clube detém cerca de 90% do percentual econômico desses atletas.

"Posso garantir que teremos grandes times na sequência dos anos", afirmou Teixeira.

Descanso para titulares

Após o empate por 1 a 1 contra o Nacional, Marcelo Oliveira, técnico do time profissional do Fluminense, deve poupar seus principais jogadores para o jogo contra o Santos. De olho na partida de volta da Sul-Americana, o treinador quer seus titulares descansados para o duelo no Uruguai.

Futebol