PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ainda sem enfrentar europeus, Tite e Edu justificam adversários do Brasil

Leo Burlá e Pedro Lopes

Do UOL, no Rio de Janeiro e em São Paulo

26/10/2018 11h47

Eliminada por seleções europeias nas últimas quatro edições da Copa do Mundo, a seleção brasileira encontra no Velho Continente seus principais obstáculos nos últimos anos. Apesar disso, até o final do ano, o Brasil terá realizado seis amistosos desde a queda diante da Bélgica na Rússia, nenhum deles contra equipes da Europa. Nesta sexta (26), ao convocar os jogadores que encaram Camarões e Uruguai em Londres no próximo mês, Edu Gaspar e Tite explicaram as escolhas de adversários.

“Esse período data Fifa de setembro, outubro e novembro, são seis jogos em curto espaço de tempo. É exigente quanto à escolha de adversário, que vocês estão acompanhando. Em cima de um objetivo que nós temos de jogar com um seleção específica, acaba dificultando um pouco mais. Se torna mais complexo e dificulta a finalização dos nossos jogos amistosos. O que é mais importante de tudo é que os objetivos que nós tínhamos foi concretizado, embora tenha demorado um pouco mais”, disse Edu.

Leia também:

De acordo com a comissão técnica da seleção, fatores como a Liga das Nações e a relutância dos europeus dificultam os confrontos.

“Quando eu falo com convicção, não quer dizer que eu seja dono da verdade. A gente queria jogar mais com as europeias, mas ela (Liga das Nações) inviabiliza. Não é uma questão de vontade, é de oportunidade”, disse Tite. "A gente não pode desprezar o grau de dificuldade que tem de enfrentar Argentina, EUA, Uruguai, Arábia Saudita. A gente quer, sim, europeu, mas não vamos desconsiderar que vamos enfrentar Cavani e Suárez, que foram eliminados na Copa por uma circunstância".

Antes da Copa América, em junho de 2019, a seleção ainda fará amistosos em março. Edu Gaspar falou sobre a possibilidade desses confrontos envolverem equipes europeias.

“O que acontece com os europeus de março é que só posso responder quando tiver o sorteio da Liga das Nações. Não adianta conversar com as seleções se eles não sabem o calendário de jogos. Nossa ideia é conversar com as seleções que não estão com data no sorteio para escolher a mais forte possível. Pode ser que vague alguma seleção que não seja do nosso interesse, assim como nos enfrentar pode não ser do interesse do adversário. Esses são nossos objetivos, essas são nossas ideias. A gente não pode fugir do nosso pensamento: jogar contra as seleções mais difíceis possíveis”.

O Brasil enfrenta o Uruguai no dia 16 de novembro, e Camarões no dia 20. Ambas as partidas serão em Londres, na Inglaterra.

Confira a lista completa dos convocados da seleção brasileira:

Goleiros: Alisson (Liverpool-ING), Brazão (Cruzeiro) e Éderson (Manchester City-ING)

Defensores: Dedé (Cruzeiro), Danilo (Manchester City-ING), Fabinho (Liverpool-ING), Filipe Luis (Atlético de Madri-ESP), Marcelo (Real Madrid-ESP), Marquinhos (PSG-FRA), Miranda (Internazionale-ITA) e Pablo (Bordeaux-FRA)

Meio-campistas: Allan (Napoli-ITA), Arthur (Barcelona-ESP), Casemiro (Real Madrid-ESP), Paulinho (Guangzhou-CHN), Philippe Coutinho (Barcelona-ESP), Walace (Hannover-ALE)

Atacante: Douglas Costa (Juventus-ITA), Roberto Firmino (Liverpool-ING), Gabriel Jesus (Manchester City-ING), Neymar (PSG-FRA), Richarlison (Everton-ING), Willian (Chelsea-ING).

Futebol