PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Técnico do Real quase caiu após vitória na Liga dos Campeões, diz jornal

Julen Lopetegui sofre pressão no clube; nomes como Mourinho e Conte já teriam sido sondados - Mike Hewitt - FIFA/FIFA via Getty Images
Julen Lopetegui sofre pressão no clube; nomes como Mourinho e Conte já teriam sido sondados Imagem: Mike Hewitt - FIFA/FIFA via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

25/10/2018 12h03

Na última terça-feira (23), o Real Madrid recebeu o Viktoria Plzen pela terceira rodada do Grupo G da Liga dos Campeões da Europa e venceu: 2 a 1, com gols de Karim Benzema e Marcelo. Ainda assim, não aliviou a pressão sobre o técnico Julen Lopetegui, que viu a torcida protestar nas arquibancadas.

De acordo com o jornal El Confidencial, o presidente do Real, Florentino Pérez, recebeu após o jogo a visita de José Ángel Sánchez, diretor administrativo do clube. Os dois conversaram sobre, entre outros assuntos, a possibilidade de uma demissão de Lopetegui.

A intenção de Florentino Pérez seria mandar o técnico embora no mesmo dia. Sánchez acalmou o presidente e pediu tempo – pelo menos até o clássico deste domingo contra o Barcelona, no Camp Nou. Até lá, segundo o jornal, a questão de um substituto no comando do time deverá ficar mais clara.

O primeiro nome da fila é Santiago Solari, atual comandante do Real Madrid Castilla que assumiria o posto de forma interina. No entanto, José Mourinho já teria sido procurado por Florentino Pérez. O problema: o português, que treinou o time entre 2010 e 2013, está atualmente no Manchester United, e o time inglês não aceitaria liberá-lo sem o pagamento de uma multa de 50 milhões de euros (mais de R$ 210 milhões).

Assim, Sánchez tentaria ganhar tempo para buscar seu nome preferido: Antonio Conte. Sem clube desde que deixou o Chelsea no fim da temporada 2017/2018, o italiano está em período sabático e não deseja interrompê-lo por motivos de trabalho.

Técnico x presidente: até Vinícius Jr. colabora com desgaste

Desde o final da temporada 2017/2018, o Real Madrid perdeu dois nomes importantes: Cristiano Ronaldo no ataque e Zinedine Zidane no banco de reservas. Sem o francês, Lopetegui precisa comandar a equipe desfalcada de seu principal jogador nos últimos anos.

Chegaram poucos reforços, com destaque para Vinícius Júnior. Só que, por enquanto, o brasileiro – uma aposta do próprio Florentino Pérez – ainda não caiu nas graças de Lopetegui. Até aqui, o ex-flamenguista disputou apenas dois jogos na primeira divisão espanhola, somando 12 minutos em campo.

“O presidente tinha interesse em ver mais de Vinícius neste começo de temporada. Ainda mais depois das boas sensações de deixou no tour (de pré-temporada) pelos Estados Unidos”, diz matéria do jornal Marca nesta quinta-feira.

“Mas Lopetegui tinha outra opinião. Não via o jovem brasileiro de 18 anos pronto para o primeiro nível. Ao saber da notícia, foi o próprio Vinícius que se ofereceu para jogar com o Real Madrid Castilla, na Segunda B (terceira divisão), antes de ser cedido a outra equipe da primeira divisão no qual teria a garantia de jogar pelo menos 30 partidas, o inclusive sair para uma liga estrangeira”, acrescenta o texto.

Futebol