PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Barcelona se irrita com atrasos e displicência de Dembélé

Albert Gea/Reuters
Imagem: Albert Gea/Reuters

Do UOL, em São Paulo

25/10/2018 12h13

A paciência do Barcelona com Ousmane Dembélé está diminuindo cada vez mais. Sem conseguir justificar ainda os 100 milhões de euros pagos por sua contratação na última temporada, o francês tem incomodado torcida e diretoria por suas atuações dentro de campo e sua postura displicente fora dele.

A insatisfação ficou clara na partida contra a Inter de Milão na última quarta-feira. Dembélé ficou no banco de reservas e nem sequer foi chamado para o aquecimento. A rádio "Deportes Cuatro" afirmou que a decisão do técnico Ernesto Valverde teve relação com o atraso de 25 minutos do francês para chegar no estádio.

O treinador havia decidido que todos os jogadores deveriam estar no estádio às 19h (horário local). Dembélé teria sido o único a não cumprir a recomendação.

O caso não foi uma novidade na passagem de Dembélé pelo Barcelona. O jogador apresenta problemas com horário e alimentação. O clube espanhol ofereceu uma cozinheira e um motorista para solucionar a questão, mas o atacante recusou ambos.

Outro momento de irritação geral aconteceu durante o jogo contra o Sevilla, no último fim de semana. Lionel Messi fraturou o braço e deixou a partida. Dembélé demorou demais para se aprontar e o Barcelona ficou 10 minutos jogando com um a menos até que o francês, enfim, entrou na partida. Durante o jogo, ele chegou a ser vaiado pela torcida após uma série de passes errados.

Apesar dos problemas e insatisfações, o Barcelona ainda vê Dembélé como um jogador inegociável, de acordo com o "Mundo Deportivo". O atacante de 21 anos até teve um bom começo de temporada, sendo titular em nove jogos seguidos, mas ainda tem muito a provar na equipe espanhola.

Futebol